Cabo da PM é o prinicipal suspeito de assassinar namorada dentista

A Polícia Civil informou que foi expedido um mandado de prisão temporária de 30 dias pela Justiça contra o PM, que está foragido

Um cabo da Polícia Militar é suspeito de assassinar sua namorada, a dentista Fabíola da Cunha Peixoto, 24 anos, com quatro tiros, no domingo, na zona norte do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu na residência da dentista, na rua Eleotério Mota, no bairro de Olaria.

Segundo a Polícia Militar, o policial se chama Leandro Pinto de Carvalho, 36 anos, é lotado no 2º BPM (Botafogo) e se formou em setembro de 2000. Conforme a corporação, ele estava afastado por uma licença médica dada pelo setor de psiquiatria da corporação, desde fevereiro de 2010.

A Polícia Civil informou que foi expedido um mandado de prisão temporária de 30 dias pela Justiça contra o PM, que está foragido. Ele irá responder por crime de homicídio qualificado por motivo fútil. O crime teria sido motivado por ciúmes. Fabíola e Leandro namoravam desde julho de 2013, e os dois haviam discutido na manhã deste domingo.

Policiais da divisão de homicídios fizeram buscas na casa de Leandro e localizaram R$ 63 mil em dinheiro, um cheque de R$ 200 mil e objetos de ouro, segundo a GloboNews. Os agentes apreenderam também um laptop, e o carro da dentista foi levado para a delegacia para passar por uma perícia.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade