Cães reconhecem a felicidade de seus donos e sorriem, diz estudo

O riso dos cães é diferente de algumas espécies animais, soltam uma baforada, deixam a boca semiaberta e ficam ofegantes

65u56u5u45u54u54u

Um cachorro sorrindo se percebe quando eles deixam a boca semiaberta e geralmente é acompanhado pelo balançar de seu rabo, em sinal de felicidade. Mas a dúvida é persistente, afinal os cães tem a capacidade de reconhecer situações de felicidade e, efetivamente, sorrir?

Uma prova da inteligência e sentimento dos cães

Segundo cientistas, os cães não apenas conseguem diferenciar situações tensas de situações felizes. Também conseguem reconhecer a felicidade em seus donos, isto foi apontado em um estudo no qual, através de fotos, os cães conseguiram identificar as expressões faciais de seus donos e de pessoas desconhecidas.

Mas nem sempre é preciso recorrer a estudos para comprovar que os cães realmente identificam e diferenciam as situações que envolvem sentimentos. Observe quando as vozes estão alteradas, os cães tendem a se esconder ou ficar agitados, latindo. Em situações que nos dirigimos a eles com voz branda, eles respondem com carinho e fazendo festa. Isso não seria um indicio do reconhecimento de emoções?

Desmistificando o mito, ou comprovando a veracidade

A ciência comprovou que não apenas os cães, mas outros animais como os chimpanzés e ratos emitem sons semelhantes aos da risada humana, e o fazem quando expostos a brincadeiras. Após diversos testes, para associar o “riso” com o prazer, os cientistas definiram que se expostos a situações prazerosas os cães ficam mais relaxados e este riso traz uma sensação de bem-estar.

O riso dos cães é diferente de algumas espécies animais, soltam uma baforada, deixam a boca semiaberta e ficam ofegantes, algumas vezes emitem latidos e abanam o rabinho. O fato é que cachorro sorrindo não é um mito, é realmente verdade. Mas é preciso entender que eles sorriem por associar o riso ao prazer, mas não conseguem distinguir a situação que leva a tal situação de prazer.

 

Fonte: Site CachorroGato

Compartilhar: