CMN debate proteção infanto-juvenil durante a Copa do Mundo

A vereadora Júlia Arruda (PSB), presidente da bancada, mediou o debate

AUD. PÚBLICA (59)

A Frente Parlamentar em defesa dos direitos da Criança e do Adolescente da Câmara Municipal de Natal discutiu, na manhã desta quinta-feira (29), as ações planejadas pelo Comitê Local de Proteção Integral Local para a Copa do Mundo da FIFA.  A vereadora Júlia Arruda (PSB), presidente da bancada, mediou o debate.

Na ocasião, representantes da Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas), do Tribunal de Justiça do Estado (TJRN), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN), da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), do Serviço Social da Indústria (SESI) e dos Conselhos Tutelares de Natal, além de integrantes de entidades empenhadas na promoção e proteção dos direitos infanto-juvenis, debateram o tema.

“Trata-se da última audiência pública desta Frente Parlamentar antes da Copa. Seguimos, desde o começo, uma agenda de convergência que norteia o trabalho do Comitê Local em todas as cidades-sede”, informou a vereadora Júlia Arruda. “Estamos aqui para os acertos finais das ações estratégicas que os diferentes órgãos governamentais, e não governamentais, estão preparando na perspectiva de garantir a proteção social para todas as crianças e adolescentes da nossa cidade”, completou.

Edna Luciano de Oliveira, secretária executiva do Comitê Local Natal, falou sobre o Plantão Integrado de Garantia de Direitos, que vai gerenciar as atividades durante os 30 dias de Copa. “Teremos espaços temporários de convivência instalados nos bairros de Mãe Luíza e Santos Reis, próximos dos locais da Copa – Fan Fest, Arenas das Dunas e Via Costeira – com equipes fixas e multidisciplinares compostas por educadores, pedagogos, psicológicos, etc. E uma equipe volante que abordará as possíveis violações de direitos. Tudo será feito de forma integrada”, explicou ela, que representou a Semtas.

Compartilhar: