Câmara é convocada para discutir criação de cargos e empréstimo de R$ 45 milhões

A reforma administrativa, que visa melhorar o desempenho da máquina administrativa só será analisada e votada no retorno dos parlamentares para as sessões ordinárias a partir do próximo dia 18

Fachada da Câmara Municipal do Natal. Foto: Divulgação
Fachada da Câmara Municipal do Natal. Foto: Divulgação

A Câmara Municipal de Natal inicia amanhã os trabalhos da convocação extraordinária para discutir e votar matérias encaminhadas pelo Executivo Municipal que trata da contratação de quase 800 cargos públicos na Semtas, empréstimo de 45 milhões de reais para construção da sede do Poder Legislativo e Centro Administrativo. A reforma administrativa, que visa melhorar o desempenho da máquina administrativa só será analisada e votada no retorno dos parlamentares para as sessões ordinárias a partir do próximo dia 18.

O ponto mais polêmico da proposta do prefeito Carlos Eduardo, que certamente não tem consenso na Casa Legislativa é a contratação dos 800 cargos públicos. O vereador Sandro Pimentel, do Psol, declarou em entrevista a ´O JORNAL DE HOJE, edição do último sábado, que sobre esse assunto serão apresentadas várias emendas, inclusive uma que determina concurso público, antes da contratação do pessoal.

Os vereadores Chagas Catarino e Ary Gomes, ambos do PROS, afirmaram na manhã de hoje que vão se reunir com o presidente do partido, vereador Rafael Motta, para discutir qual será a posição dos vereadores da legenda na votação de amanhã. “Vamos nos reunir para que seja unificada a votação”, disse Chagas Catarino, acrescentando que com relação à criação dos cargos é preciso uma análise mais profunda.

Ary Gomes, que chegou de viagem esta semana, disse que vai se inteirar sobre o assunto e reunir-se com os demais integrantes do partido para discutir a posição a ser adotada na votação de amanhã. O presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Albert Dickson e o líder do prefeito, vereador Júlio Protásio, têm encontro programado para hoje com o prefeito, oportunidade em que Carlos Eduardo vai detalhar o projeto para que o presidente e o líder tenham subsídios a ser encaminhados para os demais vereadores da bancada situacionista.

Trabalho social

“A matéria que solicita a criação de cargos públicos na Semtas é importante para dar continuidade aos trabalhos sociais da prefeitura, mas é preciso que tenhamos conhecimentos detalhados dos critérios a ser adotados e a destinação correta dos cargos”, disse o vereador Chagas Catarino, prevendo que as matérias do Poder Executivo que serão discutidas a partir de amanhã, serão aprovadas porque o prefeito dispõe de maioria e a bancada de vereadores base aliada e alguns de oposição estão conscientes da importância da proposta do prefeito para Natal. (JP)

 

Compartilhar: