Cambistas tinham acesso a Fifa e faturavam R$ 1 milhão por jogo da Copa

Três empresas de turismo foram fechadas e contas-correntes dos envolvidos serão bloqueadas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Rio informou nesta terça-feira (1º) que a quadrilha de cambistas desarticulada em operação que prendeu 11 suspeitos chegava a faturar R$ 1 milhão por partida da Copa do Mundo.

As investigações, feitas pela delegacia da Praça da Bandeira (18ª DP), apontam ainda que a quadrilha atuou em pelo menos quatro Mundiais e tinha acesso a áreas restritas da Fifa.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, dos 11 presos nesta terça, dois eram de São Paulo e nove do Rio. Os agentes procuram sete integrantes do bando, que era era chefiado por um francês de origem argelina, que adquiria ingressos por meio de várias fontes. Os tíquetes desviados seriam destinados a patrocinadores, jogadores das seleções participantes da Copa e a ONGs (Organizações Não Governamentais).

Ainda de acordo com a Polícia Civil, três empresas de turismo envolvidas no esquema foram fechadas e as contas-correntes dos envolvidos serão bloqueadas.

Fonte: R7

Compartilhar: