Campanha no aeroporto alertará estrangeiros sobre exploração sexual infantil‏

A imagem do panfleto é de uma pessoa atrás das grades com a mensagem “Você não veio para ficar tanto tempo, veio?” em seis idiomas: português, inglês, francês, espanhol, italiano e alemão.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Você não veio para ficar tanto tempo, veio?”. Este será o slogan da campanha Turismo e Proteção a Infância – Uma aliança estratégica pelos Direitos da Infância e Adolescência na Copa 2014 em Natal/RN, que será realizada nos dias 11, 15, 18 e 20 de junho, no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, pelo Ibepis (Instituto Brasileiro de Estudos, Pesquisas e Formação para a Inovação Social). A ação visa informar e sensibilizar os turistas estrangeiros de que a exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil é crime. A abertura oficial da campanha será na quarta-feira (11), às 10h30, no aeroporto.

A campanha conta com a parceria do  Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil, Aprendizagem e Proteção ao Adolescente Trabalhador (FOCA/RN), DKA-ÁUSTRIA, ECPAT BRASIL,  Assembleia Legislativa do RN/ Selo Copa Legal e Câmara Municipal de Natal/ Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes.

Nos quatro dias da campanha, os turistas estrangeiros que desembarcarem no aeroporto irão receber panfletos informativos sobre a campanha e serão alertados de que a prática de exploração sexual de crianças e adolescentes é crime no Brasil. A imagem do panfleto é de uma pessoa atrás das grades com a mensagem “Você não veio para ficar tanto tempo, veio?” em seis idiomas: português, inglês, francês, espanhol, italiano e alemão.

Os turistas também serão convidados a colaborarem com a campanha, por meio do Disque Denúncia Nacional (100), que será divulgado nos panfletos.

A presidente do Ibepis, Dilma Felizardo, explica a importância da campanha. “Iremos  informar os turistas de que a exploração sexual de crianças é crime e que nossas instituições de defesa e proteção dos direitos das crianças não vão tolerar a violação desses direitos, nem no decorrer da Copa do Mundo e nem depois, tanto que a campanha realizada pelo Ibepis continuará”, destaca.

Dilma Felizardo enfatiza que as instituições realizadoras da campanha não são contra a vinda dos estrangeiros para a Copa do Mundo, muito pelo contrário, que espera com a ação contar com a contribuição deles na denúncia desta prática criminosa. “Estamos realizando o trabalho neste período, pois trata-se de um grande evento, que irá atrair uma quantidade enorme de turistas. Mas esta é uma campanha constante”, ressalta.

O trabalho no aeroporto será realizado por cerca de 20 voluntários, membros do Ibepis, instituições parceiras e alunos do Curso de Capacitação de Formadores na área da Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, realizado pelo Ibepis no último mês. A ação será feita na área interna e externa de desembarque.

Além dos voluntários, qualquer pessoa pode aderir a campanha, caso concorde com sua imagem e objetivos. Para isto, basta assinar a Carta de Adesão, que pode ser pessoal ou institucional, e está disponível em 6 idiomas (Português, Espanhol, Catalão, Inglês, Frances e Italiano) no site do IBEPIS www.ibepis.org.

Calendário

Dia 11.06 – Manhã – 10h30 às 12h00

Dia 15.05 – Tarde – 13h30 às 15h30

Dia 18.06 – Tarde – 13h30 às 15h30

Dia 20.06 – Noite – 19h00 – 20h00

 

Compartilhar:
    Publicidade