Campanha arrecada cabelos para pacientes com câncer no Estado

A procura está sendo muito boa e só ontem três clientes vieram fazer o corte para a campanha

Patrícia conta que aprovou a ideia de imediato e a procura das clientes pelo corte para a campanha tem superado expectativas. Foto: Wellington Rocha
Patrícia conta que aprovou a ideia de imediato e a procura das clientes pelo corte para a campanha tem superado expectativas. Foto: Wellington Rocha

A luta contra o câncer ganha mais um aliado. Nesta semana foi lançada em Natal a campanha Fios do Bem, que visa arrecadar cabelos para fabricação de perucas que serão doadas a pacientes com câncer.

As perucas prontas serão doadas à Casa de Apoio à Criança com Câncer e à Liga Norte-riograndense contra o Câncer. Os salões de Marcos Galvão, na Avenida Afonso Pena, Belezaria, na Rua Apodi e Lirêda, em Petrópolis estão participando da campanha. Para cada peruca, o doador terá que cortar no mínimo 20 centímetros de cabelos e o corte é gratuito. A campanha, assinada pela agência TP Publicidade, começou nesta terça-feira (19) e vai até o dia 30 de abril.

Segundo a idealizadora da ação, a jornalista Raquel Louvain, que já sofreu a dor de perder um ente querido para a doença, a proposta surgiu ainda no ano passado. “Esperei passar o período de festas para o início da campanha. Em dezembro tive em Niterói visitando a minha família e lá tem um projeto semelhante. Perdi uma tia-avô por causa do câncer, tive amigas com a doença e estas são algumas motivações exteriores que me levaram a abraçar a causa, mas o principal é que tenhamos um espírito de luta e solidariedade. A receptividade está sendo muito boa e só tenho a agradecer. É muito bom ver que tem muita gente bacana e prestativa”, declarou.

A empresária Patrícia Collier Marinho, da Belezaria, ao lado da sócia Roberta Barbosa, conta que aprovou a ideia de imediato. “Já tínhamos sido procuradas pela Liga e sempre estivemos engajadas em causas sociais, como arrecadação de brinquedos para crianças, corte de cabelos em comunidades carentes e outras ações. Inclusive minha sócia é voluntária na Liga. A procura está sendo muito boa e só ontem três clientes vieram fazer o corte para a campanha. O telefone também não para de tocar com clientes pedindo mais informações. Acredito que será um sucesso”.

Para o superintende da Liga Norte-riograndense Contra o Câncer, Ricardo Curioso, a campanha irá ajudar a amenizar a dor dos pacientes que vivem com o câncer, principalmente as mulheres, quando perdem o cabelo devido ao tratamento quimioterápico. “O estigma, a marca de perder os cabelos devido ao tratamento, que chamamos de alopecia, é muito difícil e para as mulheres mais ainda porque mexe com a autoestima. A prótese capilar é um alívio para esta perda, embora que seja temporária. Vemos que elas começam a se maquiar, se arrumar mais, a sair de casa e isso é muito importante”.

AJUDA

A jornalista Raquel Louvain destaca que a expectativa é que a sociedade se mobilize e dê continuidade à campanha. “Não queremos que termine no dia 30. Mas uma das nossas principais lutas é conseguir um profissional especializado na confecção de perucas para que ele possa capacitar voluntárias. Infelizmente, há profissionais no Estado, mas eles alegaram que não podem fazer este trabalho porque estaria compartilhando o conhecimento e temem algum tipo de concorrência. Desta forma, estamos procurando cabeleireiros de fora para ministrar este workshop e capacitar voluntárias, como as mulheres do grupo Despertar, que possuem até o maquinário, mas muitas não têm o conhecimento técnico para confeccionar a peruca”.

Compartilhar: