Campanha da LBV doa mil cestas básicas a famílias carentes de Natal

Ação deste sábado (21) foi realizada em escola pública do Alecrim

Neste fim de ano, em dezenas de cidades brasileiras, é feita a entrega de mais de 900 toneladas de alimentos, em cestas, a 50 mil famílias de baixa renda atendidas pela LBV. Foto: José Aldenir
Neste fim de ano, em dezenas de cidades brasileiras, é feita a entrega de mais de 900 toneladas de alimentos, em cestas, a 50 mil famílias de baixa renda atendidas pela LBV. Foto: José Aldenir

Fernanda Souza
fernandasouzajh@gmail.com

Cerca de mil famílias assistidas pela Legião da Boa Vontade (LBV) tiveram um sábado especial, com toques de solidariedade, fraternidade e amor ao próximo. Durante toda a manhã, a Escola Municipal Monsenhor Joaquim Honório, no Alecrim, foi palco de várias atividades alusivas à Campanha ‘Natal Permanente da LBV – Jesus, o Pão Nosso de cada dia!’.

Apresentações de coral, capoeira e dança antecederam a distribuição de mil cestas básicas destinadas às famílias carentes e em situação de risco social assistidas pela instituição. Neste fim de ano, em dezenas de cidades brasileiras, é feita a entrega de mais de 900 toneladas de alimentos, em cestas, a 50 mil famílias de baixa renda atendidas pela LBV e por organizações parceiras.

De acordo com Oderlânia Leite Galdino, diretora administrativa da LBV Natal, a campanha voltada para o período natalino é a culminância de várias ações realizadas ao longo do ano. “Fome não é só nesta época do ano. Estas famílias recebem assistência através de atividades culturais, educativas e de socialização, todas buscando a dignidade e cidadania.

Para chegar a essas mil cestas contamos com parcerias, fazemos campanhas pelo telemarketing, porta a porta. O mais importante para nós é a transformação na vida dessas pessoas. A grande maioria chega com autoestima baixa e a partir dos projetos que participam tem a autoestima elevada. Um ponto importante é que o nosso trabalho vai além das crianças e adolescentes. A família também é acompanhada, os vínculos são fortalecidos e os resultados são muito positivos”, destacou.

Segundo Carlos André Fernandes, do Conselho Tutelar da Região Oeste de Natal, região onde a LBV está inserida, as crianças e adolescentes assistidos têm uma maior consciência sobre os riscos que cercam este tipo de público nos dias atuais. “A LBV detecta quem passa por esta situação de risco, quem pode vir a estar sofrendo exploração sexual, trabalho infantil e tem este trabalho de acolher e comunicar ao Conselho. Assim, realizamos um trabalho preventivo e de fiscalização. O resultado é que eles ficam mais conscientes”, pontuou.

Helena Bezerra, de 70 anos, é umas das integrantes do Grupo da Melhor Idade, e conta que a chegada da LBV na sua vida foi marcada por mudanças bastante positivas. “Estou na LBV há três anos e sou muito feliz. Faço parte do coral, faço trabalhos manuais, dança, e por mais que eu já tivesse uma vida boa, me sinto muito melhor, pois fui acolhida com amor, carinho, companheirismo e isso só faz com que eu cresça como ser humano”.

Uma das comunidades beneficiadas pelas ações da LBV é a Monte Celeste. A líder comunitária Maria de Fátima Bezerra explicou que a chegada da LBV no lugar, considerado um dos mais carentes de Natal, foi um verdadeiro divisor de águas. “Fomos procurados há três anos e antes deles chegarem era só sofrimento. Muitos sobreviviam do lixo, as barracas eram de taipa e as crianças cheias de bicho de pé e doentes. A LBV construiu um espaço na nossa comunidade e hoje a realidade é outra. Da educação a saúde tudo melhorou. Que bom se fossem feitas novas parcerias para beneficiar outras comunidades”.

A LBV atende em Natal cerca de 200 crianças dentro do programa ‘Crianças, futuro e presente’, além de 50 adolescentes, 50 idosos e 50 mulheres e as 120 famílias do assentamento Monte Celeste.

Compartilhar: