Campeão Oscar Pistorius diz que namorada morreu em seus braços

Em mais um dia de seu depoimento, sul-africano seguiu com a descrição do ocorrido

Oscar Pistorius. Foto: Divulgação
Oscar Pistorius. Foto: Divulgação

O ex-campeão paralímpico Oscar Pistorius deu prosseguimento ao seu depoimento nesta quarta-feira, no Tribunal de Pretória, na África do Sul. O ex-atleta biamputado, acusado de matar Reeva Steenkamp a tiros em fevereiro do ano passado, descreveu a cena após a chegada dos paramédicos e disse que sua namorada morreu em seus braços.

“Eles (médicos) pediram um pouco de espaço para trabalhar, então eu me levantei. Reeva já tinha morrido enquanto eu estava segurando ela, antes da chegada da ambulância. Então, eu sabia que não havia nada que pudessem fazer por ela”, falou Pistorius, de 27 anos.

Ainda no depoimento desta quarta, Pistorius, que alega ter atirado em Reeva por ter confundido ela com um intruso na casa, disse que ao entrar no banheiro e perceber que havia acertado a namorada, tentou estancar o sangramento no quadril e fazer com que ela continuasse respirando ao colocar o dedo em sua boca.

O sul-africano ainda revelou que pediu para os policiais que chegaram ao local para lavar as mãos, que estavam sujas de sangue. No depoimento desta quarta, ele estava menos emotivo que nos dois anteriores, onde chorou e falou em tom de voz muito baixo.

Fonte: Lancenet

Compartilhar: