Canal 1

Pedido pela volta do velho e mau Félix Véspera de Natal, esta santa coluna se permite fazer um pedido, mas…

Pedido pela volta do velho e mau Félix

Véspera de Natal, esta santa coluna se permite fazer um pedido, mas não ao Papai Noel porque ele já está com a sua cota esgotada, mas ao Walcyr Carrasco e com certeza em nome de tantas outras pessoas que apreciam as coisas bem feitas na televisão.

Em “Amor à Vida”, Mateus Solano entrou para a história da teledramaturgia brasileira, por ter apresentado uma das melhores e mais emocionantes interpretações dos últimos anos. Um trabalho de ator, de criação do personagem. O nascimento do Félix não foi uma obra do acaso. A sua construção, independentemente da brilhante representação do Solano, se deu num momento de grande inspiração do autor e também passou pela própria direção da novela. Sem dúvida, um conjunto de ações harmoniosamente compostas. Mas tudo isto, até um certo momento.

De um determinado instante para cá, muito provavelmente por contingências que fugiram à vontade de todos, o Félix virou uma outra pessoa. Teve a sua personalidade descaracterizada, contraditória ao que foi até bem poucos capítulos, ao mesmo tempo em que os seus trejeitos e requebros se ampliaram a medidas inaceitáveis e ensandecidas. O que se deseja é apenas a volta do velho e mau Félix. Um pedido que o Walcyr, certamente, tem condições de atender.

TV Tudo

Um pouco de história – 1

O como tudo começou na vida da Sabrina Sato, depois do “BBB”, tem por trás uma história interessante. Em 2003, escalado para dirigir o “Pânico”, na Rede TV!, acumulando na época com o “Noite afora”, Pedro Henrique Peixoto conversou com o Emílio Surita sobre o seu desejo de colocar uma mulher no grupo.

E citou a Maria Paula, do “Casseta”, como exemplo.

Um pouco de história – 2

Como o Pedro tinha trabalhado no “BBB 3”, naquele mesmo ano, o nome da Sabrina foi o primeiro que veio à sua cabeça e, por uma dessas coincidências, encontrou com ela num evento em Campos do Jordão.

Naquela oportunidade, em reuniões que o próprio Amilcare e o Marcelo de Carvalho participaram, nomes como da Daniela Cicarelli e Daniela Sarahyba chegaram a ser sugeridos.

Um pouco de história – 3

Foi aí que ele, Pedro, conseguiu convencer a apostar na Sabrina, que já tinha um “personagem pronto” e em condições de suportar as gozações dos demais.

No seu estágio pelo “Pânico” da Pan FM, ela foi conquistando o pessoal e chegou hoje ao que é.

Falando de agora

Pedro Henrique Peixoto considera fundamental para o sucesso da Sabrina na Record um formato com a cara dela, sem copiar os existentes e os exaustivamente repetidos.

Um trabalho bem cuidadoso deve ser desenvolvido em cima disso.

Saiu mesmo

O “Caldeirão do Huck”, da Globo, perdeu mesmo o redator André Machado para a Record.

Confirmando informação da coluna, ele vai trabalhar no programa da Sabrina Sato. Machado foi uma indicação da própria Sabrina, amigo desde os tempos de “Pânico”.

Bom filho…

O “Caldeirão”, no entanto, acaba de ganhar um reforço importante. Lysandro Kapila, a convite de Luciano Huck, acertou sua volta ao programa.

Kapila teve uma passagem pela Band, “Muito Mais”, estava colaborando no “Encontro”, como roteirista, mas em 2014 será exclusivo do “Caldeirão”.

Deu susto

Monique Danello, do Esporte Interativo, que acompanhou o Mundial feminino de handebol, na Sérvia, sofreu uma crise de alergia e precisou ser tratada pelo médico da própria seleção brasileira.

Durante a competição, Monique teve o seu momento “Fátima Bernardes”, da Copa de 2002. Virou musa da seleção. Teve seu trabalho referenciado por jogadoras e comissão técnica.

Aniversário e alfinetadas

Ainda a propósito do Esporte Interativo, o canal vai completar 7 anos em 20 de janeiro. Mas a comemoração começou domingo, com a conquista do Mundial de Handebol pelo Brasil, transmitido com exclusividade.

E não faltaram, evidentemente, durante toda a programação de anteontem, críticas a Net e Sky pela restrição ao conteúdo do EI.

Desligando tudo

Marcelo Rezende fez ontem o seu último “Cidade Alerta” antes das férias.

Vai passear na Disney com a filha e depois correr alguns países da Europa. Só voltará ao ar em fevereiro.

Tem um porém..

Sobre o acerto do Danilo Gentili com o SBT, o vento continua batendo a favor. As chances de não acontecer são bastante remotas.

A única coisa é que, de toda a equipe do “Agora é Tarde”, apenas o Marcelo Mansfield, dizem, não tinha intenção de acompanhá-lo.

Bate – Rebate

  • “Faca amolada” é o segundo curta da diretora Joana Limongi, o primeiro depois do estágio em Cuba…
  • … Joana tem um estilo de trabalho muito próprio e criativo.
  • Não pegou nada bem o “Roda Viva”, da Cultura, anunciado para hoje, com a entrevista do Papai Noel…
  • … É um programa que, em toda e qualquer situação, deve sempre se levar a sério.
  • No sábado, 28, a partir das 7 da noite, o Discovery irá relembrar os acontecimentos que marcaram o ano sob a ótica da emissora.
  • Ontem, o SBT informou oficialmente, o que todos já sabiam, a contratação de Nadja Haddad para o seu casting…
  • … A sua primeira missão será apresentar os shows do Verão Jequitimar, em todos os sábados de janeiro.
  • A direção da Bandeirantes entende que, até meados de janeiro, todo o pacote da Copa do Mundo já estará negociado.
  • Otávio Mesquita terá uma nova reunião com a direção do SBT na quinta-feira, 26…
  • … Segundo se informa, um encontro para definir apenas os últimos detalhes da sua contratação.

C´est fini

Faleceu ontem, aos 59 anos de idade, o locutor e apresentador José Luiz Menegatti, que veio para o rádio de São Paulo pelas mãos do Chico Paes de Barros.

Menegatti passou pelo conhecido “Jornal da Tosse” e trabalhou esses últimos anos na Jovem Pan. Estava no ar com o “Rádio ao vivo”. Há seis meses, ele vinha lutando contra um câncer no intestino.

Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Bom Natal! Tchau!

Compartilhar: