Cancelamento de Fan Fest em Recife não é por dinheiro, mas por segurança

Monitoramento das redes sociais faz cidade não querer organizar evento na Copa

Temor é que manifestações gerem insegurança e depredação em Recife. Foto:Divulgação
Temor é que manifestações gerem insegurança e depredação em Recife. Foto:Divulgação

O dinheiro, na verdade, não é o principal problema que está fazendo com que as autoridades pernambucanas continuem batendo o pé para que a Fan Fest durante a Copa-2014 não seja realizada em Recife. E sim a preocupação com a segurança.

Segundo a reportagem apurou, a luta contra os interesses da Fifa de promover a exibição pública das partidas do Mundial – que geraria um investimento em torno de R$ 20 milhões, segundo a Secopa – deve-se a relatórios produzidos através de um programa de monitoramento de redes sociais que identificou uma mobilização para promover protestos no local previsto para abrigar a Fan Fest.

O software foi desenvolvido pelo centro de tecnologia da Universidade Federal de Pernambuco, junto a algumas empresas privadas e a Microsoft. De acordo com autoridades locais, ele, inclusive, participa de uma licitação para ser o escolhido pelo FBI como ferramenta de controle de atividade na internet.

O cancelamento da Fan Fest em Recife, tratado como irreversível, também está relacionado à manutenção da integridade do local onde o evento aconteceria. Existe a preocupação em evitar depredação, porque a região também recebe o São João da capital pernambucana. E a destruição por manifestações violentas é um risco que as autoridades não querem correr.

A Fifa já falou que pode acionar judicialmente o município por não cumprir o acordo firmado na candidatura à vaga de cidade-sede da Copa, ressaltando que as Fan Fests são obrigatórias. Mas Recife não se preocupa com punições, porque, segundo advogados ligados à gestão, o contrato “só registra a intenção de realizar, mas não existe multa ou punição”. Ou seja, na visão dos pernambucanos, a Fifa estaria de mãos atadas.

Segundo pessoa ligada à organização da Copa, os resultados do software pernambucano já chamaram a atenção da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e de outras cidades-sede, que pediram informações mais detalhadas.

Apesar da grande preocupação relativa à segurança, em um volume capaz de cancelar a Fan Fest, Recife está tranquila sobre a movimentação nos jogos da Copa do Mundo.

Um dos motivos é a distância da Arena Pernambuco, que fica em São Lourenço da Mata, para o centro da cidade. Outro aspecto é que, segundo a sondagem produzida pelo monitoramento das redes sociais, as pessoas que estão dispostas a causar confusão durante o Mundial não têm os jogos como alvo, mas sim aproveitar a realização da Copa para chamar a atenção nos locais de maior concentração de pessoas.

A Fifa já recebeu pedidos de outras cidades para “herdar” a Fan Fest de Recife, como Florianópolis e João Pessoa.

Fonte:Lancenet

Compartilhar:
    Publicidade