Candidato em Touros afirma que a cidade está abandonada

Resgatar a autoestima dos moradores de Touros. É com foco nesse objetivo que o candidato a prefeito, Ney Leite, do…

Resgatar a autoestima dos moradores de Touros. É com foco nesse objetivo que o candidato a prefeito, Ney Leite, do PSD, quer promover uma série de mudanças positivas na cidade, caso seja eleito em outubro. Melhorias como reforços na saúde pública, na rede municipal de educação e no turismo são algumas das metas do candidato.

“O povo de Touros quer mudança, quer esse resgate da autoestima, não aguenta mais a falta de responsabilidade que é a gestão da atual prefeita (Luciana Vieira da Silva Farias, do PPS)”, avalia Ney Leite. Por isso, inclusive, o candidato pretende investir em educação, saúde e turismo.

“Temos uma cidade muito bonita, com praias lindíssimas, que não tem turismo. Na educação, os professores estão desestimulados, pais e alunos desmotivados e tendo que sair de Touros para ter um ensino mais digno. Na saúde, a mesma coisa. Ninguém mais nasce em Touros: há mais de dois anos a sala de parto está fechada”, denunciou Ney Leite.

De forma mais detalhada, o candidato do PSD afirma que na educação, os professores passaram mais de três anos sem ter direito ao piso nacional e sem condições dignas de trabalho. Falta estrutura e as poucas unidades reformadas, sofreram com isso. “A creche de lá, por exemplo, foi feita uma reforma e, pouco tempo depois, o teto do refeitório desabou e, por pouco, ninguém ficou ferido”.

Na saúde, os problemas são semelhantes e também estão relacionados a falta de estrutura. A sala de parto fechada obriga as mulheres que quiserem ter filhos de forma assistida por profissionais médicos terem que viajar até Natal. “Ou se nasce em casa, com parteiras, ou viaja para Natal para ter filho. Isso é inaceitável em pleno século XXI”. E não é só: em Touros, segundo o candidato, exames médicos simples, como de sangue, o paciente precisa esperar 45 dias para ter o resultado. “Infelizmente é isso que acontece em Touros. Infelizmente porque a gente sabe que doença não espera, mas as pessoas têm que esperar”.

Para resolver essas condições, o candidato pretende “fazer projetos e buscar recursos onde eles estiverem, em Brasília, em Natal, junto a deputados federais e estaduais”. Na educação, Ney Leite afirma que a solução deve ser trabalhada em parceria com os sindicatos, escolhendo um secretário indicado pela própria categoria. “Se nós conseguirmos melhorar as condições de trabalho dos professores, poderemos melhorar a vida dos alunos e dos pais deles, trazendo de volta os estudantes de Touros para a cidade”.

Na saúde, o objetivo é construir, pelo menos, três novas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs). “Só assim poderemos atender a população e acabar com a dependência que a saúde pública de Touros tem atualmente de centros médicos de outras cidades”. No turismo, a intenção é buscar investimentos com a Lei de Incentivo a empresários Norte-riograndenses. “É preciso que se mostre que é bom e rentável investir no turismo de Touros. Temos muito potencial, mas hoje está tudo parado, entregue às moscas.

OPÇÕES PARA TRABALHO

Ney Leite afirmou que investindo em turismo, educação e saúde é possível dar mais opções de trabalho para a população de Touros. “Hoje, as pessoas têm como opção ser agricultor, pescador ou comerciante. Não desmereço esses trabalhos tão importantes, mas é preciso dar mais opções. Se o estudante quer ser médico, vamos dar condições para que isso ocorra. Se quiser se advogado ou trabalhar com turismo, também. Temos que diversificar para não continuarmos a perder profissionais e trazer o desenvolvimento para a nossa cidade”.

Dessa forma, Ney Leite planeja atrair também cursos de nível superior e técnico para a cidade, colocando unidades da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) da Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

SEM OPOSIÇÃO

Único vereador de oposição durante a gestão da atual prefeita, Ney Leite espera não ter problema para conseguir aprovar projetos, caso venha a ser eleito prefeito. “Penso ainda na campanha, porque sei que a disputa eleitoral é apertada em Touros, mas caso vença, não acredito que vou ter problemas com isso, até porque quero fazer uma administração aberta, mostrando os projetos para o povo e apoiado por eles. Ou seja: se os vereadores negarem um projeto que é bom, o povo vai ficar sabendo”.

Compartilhar:
    • SUZIELY2000

      MENTIRA DE NEY,QUEM ABANDONOU A CIDADE FOI OS QUE ACOMPANHAM ELE E ELE QUANDO VEREADOR… COMO A PESSOA EM QUATRO ANOS APOIANDO A PREFEITA NAO TEM NEHUMA PROPOSTA ACEITA SE E QUE ELE TEVE.