Cantoras de grupo pop são atacadas e feridas por fã com serrote

A polícia prendeu o suspeito do ataque, identificado como Satoru Umeta, de 24 anos

Rina Kawaei, de 19 anos, e Anna Iriyama, de 18 anos, sofreram cortes nas mãos e nas cabeças. Foto: Divulgação
Rina Kawaei, de 19 anos, e Anna Iriyama, de 18 anos, sofreram cortes nas mãos e nas cabeças. Foto: Divulgação

Duas cantoras do famoso grupo pop feminino japonês AKB48 foram feridas após serem atacadas por um fã com um serrote.

Rina Kawaei, de 19 anos, e Anna Iriyama, de 18 anos, se encontravam com admiradores após um show na cidade de Takizawa, no norte do Japão, no último domingo, quando um homem surgiu do meio da multidão e as golpeou com a ferramenta.

Elas sofreram cortes nas mãos e nas cabeças, informou o jornal japonês Kyodo News. Um funcionário da equipe da banda também foi ferido na mão.

A polícia prendeu o suspeito do ataque, identificado como Satoru Umeta, de 24 anos.

Em entrevista a jornalistas, o empresário do AKB48 afirmou que a cirurgia das duas cantoras foi um sucesso e acrescentou que elas deixariam o hospital ainda nesta segunda-feira (26).

Um show da banda agendado para a noite desta segunda-feira, além de outros eventos com fãs, foram cancelados.

A notícia do ataque foi manchete nos principais jornais japoneses.

Fundado em 2005, o AKB48 é extremamente popular no Japão e em outros países asiáticos.

O AKB refere-se a Akihabara, o distrito tecnológico de Tóquio, onde o grupo nasceu. A banda faz shows praticamente todos os dias.

Já o número 48 alude ao número original das integrantes do grupo, que já aumentou desde a sua fundação.

No site oficial do AKB48, o total de integrantes chega a 140 nomes, todas mulheres. Segundo o Guiness Book, o grupo detém o recorde mundial de maior banda pop do mundo em número de integrantes.

Todos os anos, centenas de milhares de fãs escolhem elegem novas integrantes para o grupo. O evento, que reúne mais de 200 candidatas, ganha cobertura extensa da imprensa japonesa.

Uma vez dentro da banda, as cantoras são obrigadas a seguir regras rígidas impostas pelo time de empresários, como não namorar.

O grupo ganhou páginas dos jornais do mundo todo no ano passado quando uma de suas integrantes, Minami Minegishi, raspou a cabeça e em seguida pediu desculpas a fãs em um vídeo postado online.

Ela foi flagrada passando a noite com seu namorado.

O incidente abriu um debate sobre o direito dos ídolos pop no Japão de ter uma vida normal.

Fonte: R7

Compartilhar: