Prefeito Carlos Eduardo Alves: “Meu sonho é me reeleger em 2016”

“Sou candidato a ser um bom prefeito”

Prefeito de Natal concedeu entrevista exclusiva ao JH. Foto:Divulgação
Prefeito de Natal concedeu entrevista exclusiva ao JH. Foto:Divulgação

Alex Viana

Repórter de Política

 

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), chega ao término de 2013 satisfeito com os resultados apresentados pela sua administração. Diz que as metas traçadas para o ano foram cumpridas, mas admite que, para 2014, será preciso avançar mais, notadamente nos setores de saúde e educação. Nesta entrevista, o gestor que governou Natal de março de 2002 a dezembro de 2008 e que agora cumpre seu terceiro mandato descarta totalmente a possibilidade de renunciar ao cargo em março do ano que vem para disputar o cargo de governador do Estado, conforme especulado na imprensa e entre os políticos. Seu sonho, diz, é se reeleger prefeito em 2016. “Sou candidato a ser um bom prefeito”, afirma o chefe do executivo municipal que hoje administra bilhões de reais em obras no município, a imensa maioria com recursos do governo federal. Nesta entrevista, Carlos Eduardo também fala da relação administrativa com a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e reafirma o apoio dele e do PDT potiguar à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

 

O Jornal de Hoje – Que avaliação faz de 2013, administrativamente?

Carlos Eduardo Alves - Faço uma avaliação extremamente positiva. No início do ano, traçamos três metas. Primeiro, limpar a cidade, regularizar a coleta do lixo, recuperar a malha viária, já que a cidade estava uma verdadeira tábua de pirulitos. Atualizar o pagamento dos servidores, que estava atrasado, como os terceirizados, que estavam com sete meses sem receber. Reabrir 56 unidades de saúde, e as maternidades de Felipe Camarão, Quintas e a Leide Moraes, na Zona Norte. Só a Leide Moraes ainda está em reforma; as demais estão funcionando. Na saúde, também resgatamos o programa “Saúde da Família”. Contratamos 60 médicos e aderimos ao programa “Mais Médicos”, tendo, até o momento, mais 20 médicos nesse programa. Hoje, podemos dizer que Natal, em todas as suas unidades de saúde, tem médico. Isso é um grande avanço para a assistência de saúde pública na nossa cidade. O outro desafio era começar o ano letivo no dia 27 de fevereiro, como as demais cidades brasileiras. O que parecia praticamente impossível, porque devíamos R$ 150 milhões ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e a outros fornecedores. Mas, conseguimos dar início ao ano letivo e cumprir o calendário pré-estabelecido. A segunda meta foi retomar todas as obras paralisadas pela administração passada. Retomamos Capim Macio, Nossa Senhora da Apresentação, Mercado Modelo das Rocas, África, Passo da Pátria e até o dia 20 de janeiro estaremos reiniciando a Vila de Ponta Negra. Além disso, reabrirmos o Parque da Cidade “Dom Nivaldo Monte” e estamos concluindo as reformas necessárias para a abertura do “Memorial da Cidade”, que foi fechado estupidamente pela minha antecessora. Essas obras estão em curso e temos um prazo de até maio para todas elas estarem prontas em nossa cidade. A terceira meta foi salvar as obras da matriz da Copa do Mundo. Tivemos que fazer os projetos, refazer outros, convencer o governo federal que tínhamos que ficar na matriz porque Natal já estava fora, tendo em vista que, desde que foi escolhida, Natal tinha 53 meses para elaborar os seus projetos e executar suas obras, mas quando assumimos só faltavam 18 meses e o governo federal já julgava Natal com as obras perdidas. Natal teria apenas a Arena das Dunas. Convencemos o governo federal de que iríamos fazer e essa terceira meta também foi cumprida porque até o final de maio estaremos entregando as quatro obras estruturantes para a cidade do Natal. Vamos concluir os túneis, viadutos, galeria pluvial, que vai sanar 33 pontos de inundações na cidade, diminuindo os nossos problemas no inverno. Assim como 55 quilômetros de calçadas padronizadas e com acessibilidade, aumentado o grau de cidadania de Natal, também com a implantação de aproximadamente quatro mil árvores na cidade e fazendo o primeiro binário que será na Mor Gouveia com a Jerônimo Câmara, além da urbanização da Avenida Felizardo Moura, que ficará para depois da Copa e com a instalação de 300 abrigos padronizados. Ou seja, as três metas foram cumpridas e Natal hoje está executando algo ao redor de R$ 850 milhões em obras e entrará o mês de fevereiro alcançando investimentos da ordem de R$ 1,4 bilhão.

JH – Dos setores, quais tiveram desempenho satisfatório, quais os que precisam melhorar?

CEA – Todos os setores tiveram desempenho satisfatório, mas reconheço que precisamos avançar mais na saúde porque foi um setor que assumimos e estava sob escombros. Também a educação, que é um setor essencial, será prioritária. Inauguramos este ano três novas escolas e vamos até o final do mandato inaugurar outras 39 escolas que estão em obras ou em licitação e já temos recursos assegurados. Também precisamos avançar na infraestrutura da cidade, inclusive, entregando, em maio, a nova orla de Natal.

JH – Como avalia a relação com a Câmara em 2013?

CEA – A relação com a Câmara Municipal foi muito boa. A Câmara contribuiu e ajudou para que Natal saísse do buraco em que se encontrava. A Câmara desempenhou seu papel com independência, mas em harmonia conosco. O presidente Albert Dickson sempre teve a disposição para o diálogo e para a colaboração com a cidade. Junto com o líder Julio Protásio, tivemos um diálogo constante com a bancada majoritária dando a contribuição para Natal.

JH – Quais os compromissos políticos do senhor para 2014? Votará em quem para presidente da República, senador, governador e deputados federal e estadual?

CEA – No plano federal vamos defender em convenção nacional do PDT a ser realizada em março o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff. Essa é a nossa posição e aqui em Natal vamos votar nela. No plano estadual somos oposição. Nós perdemos a eleição em 2010 para a governadora Rosalba Ciarlini, desde então sempre estivemos na oposição e vamos participar junto aos demais partidos da oposição no sentido de buscar candidaturas que sejam fortes o suficiente para buscarmos a vitória nas urnas e um novo rumo para o Rio Grande do Norte. O PDT vai ter candidatos na chapa proporcional de deputado estadual e deputado federal e tem também nomes a sugerir na chapa majoritária.

JH – Qual avaliação do governo Rosalba? Houve parceria com a prefeitura?

CEA - Não tenho queixa da governadora Rosalba Ciarlini. Acho que a governadora, naquilo que ela pode colaborar, ela colaborou e nos projetos que estão em curso ela tem colaborado com a Prefeitura de Natal. Somos de partidos diferentes. Somos de um partido de oposição um ao outro, mas temos sabido, eu a governadora Rosalba, superar a questão partidária e somar em favor da cidade de Natal.

JH – Qual avaliação do quadro eleitoral para 2014?

CEA – No quadro nacional acho que a presidente Dilma tende a se recuperar como já está fazendo. Ela vai prestar contas do que fez nesses quatro anos e no que concerne a Natal ela tem sido uma grande parceira da cidade e a avaliação que faço a partir de Natal é que é um governo que merece continuar. No plano estadual espero que o candidato que o nosso partido vier a apoiar venha a disputar e ganhar a eleição.

JH – Se Wilma assumisse compromisso de assumir a prefeitura e o PMDB se comprometer publicamente em lhe apoiaria para governador, renunciaria para disputar o cargo?

CEA – Descarto qualquer hipótese de sair da Prefeitura de Natal. Sou candidato a ser um bom prefeito e sonho em me reeleger em 2016.

JH – Quais as prioridades para 2014?

CEA – São muitas as prioridades. A primeira delas é concluir todas as obras já iniciadas tanto a orla, como as obras de mobilidade, as obras de drenagem, as obras que foram retomadas. Ao mesmo tempo queremos avançar mais na saúde, construindo as duas UPAs que estão sendo licitadas e colocando-as para funcionar, terminar as obras da maternidade Leide Moraes e da reforma que estão sendo executadas em outras unidades de saúde. Também vamos avançar na Educação com a retomada da data base dos professores cujo projeto de lei já foi sancionado por mim e também na melhor infraestrutura física das escolas. Até fevereiro temos outras três escolas para serem inauguradas e já foi concluída a licitação do fardamento escolar que voltará em 2014. Na área da mobilidade temos as melhores expectativas de que os projetos que apresentamos para o PAC Mobilidade sejam aprovados como foi sinalizado nas reuniões já realizadas, implantando corredores de ônibus e fazendo a melhoria das principais vias da cidade. Também iremos iniciar as obras de urbanização do bairro de Lagoa Azul onde iremos fazer a drenagem, o esgotamento sanitário e o calçamento de aproximadamente 700 ruas. Bem como vamos iniciar as obras nas comunidades do Brasil Novo e Novo Horizonte, cujo projeto já foi aprovado. Na área do esporte tivemos este ano aprovada a reforma de 25 equipamentos esportivos e no próximo ano já licitamos a reforma de outros 17 equipamentos entre quadras e campos de futebol. Também vamos retomar o carnaval de rua de Natal e nos prepararmos para a Copa do Mundo um momento importante para divulgação da nossa cidade para o Brasil e para o mundo.

Compartilhar: