Carlos Eduardo diz ao PT que ainda não sabe quem vai apoiar em outubro

Prefeito de Natal, presidente do PDT no RN, continua indefinido em relação a chapa majoritária

Prefeito Carlos Eduardo recebeu apoio do PT e do PSD contra o PMDB na eleição municipal de 2012. Foto: Divulgação
Prefeito Carlos Eduardo recebeu apoio do PT e do PSD contra o PMDB na eleição municipal de 2012. Foto: Divulgação

Alex Viana

Repórter de Política

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, presidente do PDT no Rio Grande do Norte, ainda não tem candidato a governador nem a senador para a sucessão deste ano. A informação foi revelada pelo próprio prefeito nesta quinta-feira, durante encontro com lideranças do Partido dos Trabalhadores para discutir a sucessão estadual deste ano.

“Foi uma conversa boa. Apresentamos o projeto que estamos apresentando a todos os partidos, que é a candidatura da deputada federal Fátima Bezerra ao Senado, manutenção da vaga do PT na Câmara dos Deputados e construção de um palanque nítido no estado em apoio a Dilma Rousseff”, disse Eraldo Paiva, presidente do PT. Além de conversar com o PDT, o PT também manteve encontro com lideranças do PC do B.

Segundo petista, na conversa com o PDT, com a participação de Carlos Eduardo, o PT explanou seu projeto, ouvindo do prefeito a opinião dele. “O prefeito participou. Ele ouviu nossa opinião e falou a dele. Ele disse que está ouvindo para tomar uma definição. Ele disse que qualquer decisão que vier a tomar vai comunicar à deputada Fátima”, disse Eraldo. “Não chegamos a trabalhar cenário de fechar aliança. Ele está ouvindo. Não tem nem candidato ao governo nem ao Senado”, completou.

Eraldo voltou a reafirmar a possibilidade de aliança entre o PT e o PSD, presidido no estado pelo vice-governador, Robinson Faria, pré-candidato a governadora pela legenda. Segundo Eraldo, a possibilidade de aliança do PT com o PSD em torno da chapa Robinson para o governo, Fátima para o Senado, também foi conversada com Carlos Eduardo. “Apresentamos essa possibilidade. O PSD tem sido aliado nosso no âmbito nacional, e estamos com dialogo muito próximo do PSD aqui no RN”.

Eraldo disse que o PT apresentou ao pedetista a proposta de apoio à candidatura da deputada federal Fátima Bezerra ao Senado. “Apresentamos a proposta de Fátima ao PDT. Se o PDT apoiar a candidatura de Fátima ao Senado, é uma situação que o próprio PDT vai analisar. Não tenho nenhuma opinião sobre isso. Fátima tem sido uma parceira para o RN. Tem contribuído muito com todas as cidades do Estado”, afirmou.

Para Natal, de acordo com o presidente do PT, a deputada Fátima Bezerra “tem sido uma grande parceria, não apenas de hoje, mas desde quando assumiu o mandato de deputada federal vem contribuindo”. No PT, a maior parte dos integrantes da legenda apoia a aliança com o PSD.

“Não é o PMDB que vai definir os rumos do PT no RN”

Sobre as informações de que o PMDB influiria contra a chapa do PT com o PSD em Brasília, Eraldo Paiva disse desconhecer e afirmou: “Não é o PMDB que vai definir os rumos do PT no Rio Grande do Norte”, disse, ao desconhecer a desistência da candidatura da deputada Fátima ao Senado. A possibilidade de Fátima desistir de se candidatar ao Senado para disputar a reeleição, e, com isso, levar o PT para a chapa do PMDB, está sendo vista como possível. “Fátima só não será candidata ao Senado se ela não quiser. Acho que não há possibilidade de não ser. Mas, na política e na vida, tudo pode mudar. O PT só discute um cenário: que é Fátima ser senadora. Não existe outro cenário”, afirmou.

“Acho que não existe questão de desistência. Ninguém trabalha na política com desistência de projeto. Trabalhamos com a opção de Fátima senadora no RN. Não existe outro cenário”, disse Eraldo. “Até o papa Bento 16, que é vitalício, renunciou. Não é o PMDB que vai definir os rumos do PT no RN. Porque o PT tem instância, partido, direção, para analisar os cenários. Se estão trabalhando em Brasília, não estou sabendo”.

Eraldo concluiu afirmando que está dialogando com o PSD e outros partidos. “Essa aliança só não ocorrerá se Robinson ou Fátima não quiserem. Nós aceitamos o apoio do PDT. Todos os partidos que compõem a base no âmbito nacional participarão da construção do nosso palanque aqui no Rio Grande do Norte”, finalizou.

Compartilhar: