Carreta silo vira no RN e mata operário que consertava cerca na beira da BR

Vítima estava trabalhando junto com o pai no conserto das cercas de uma fazenda

Foto: O Câmera
Foto: O Câmera

Na manhã de hoje, uma carreta própria para taques silo, que fazia o transporte de cimento de Baraúna para o projeto de energia eólica na região de Ponta do Mel, descarrilhou do cavalinho e capotou na BR, matando um trabalhador braçal que consertava algumas cercas rompidas.

João Batista André Santiago, 35 anos, solteiro e morador da localidade de Redonda, fazia manutenção nas cercas de arame na Fazenda Nova Esperança às margens da via, foi arrastado pelo tanque silo e morreu no local. A carreta com placas de Mossoró tem capacidade para 35 toneladas, mas estava vazia retornando de uma entrega.

A pericia acredita que o condutor do veiculo tenha saído da pista e para retornar à via tenha feito um movimento brusco, quebrando o “engate quinta roda”, peça que liga o cavalinho ao silo, que tombou na pista se arrastando por vários metros. No local além de João Batista, trabalhavam mais três pessoas, inclusive seu pai. Todos os outros conseguiram escapar sem ferimentos.

Representantes da empresa encarregada pelo transporte informaram que o motorista não teve condições de esclarecer como tudo tinha acontecido. Patrulheiros do Departamento Estadual de Transito estiveram no local realizando a pericia técnica e aguardaram a chegada da equipe do ITEP para os procedimentos no local.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Fonte: O Câmera

Compartilhar:
    Publicidade