Casal é julgado por morte de criança transmitida via webcam

A norueguesa Yasmin Chaudhry afogou sua filha de 21 meses, após ela ter interrompido o seu bate papo com o namorado

Criança teria interrompido o bate papo da mãe com o namorado. Foto: Divulgação
Criança teria interrompido o bate papo da mãe com o namorado. Foto: Divulgação

O Ministério Público da Noruega solicitou nesta quarta-feira penas de 16 e 18 anos de prisão contra uma norueguesa e seu amante britânico pelo assassinato de uma criança afogada.

Yasmin Chaudhry, de 28 anos, é acusada de afogar sua filha de 21 meses, mergulhando a cabeça da criança em um balde de água em 3 de outubro de 2010 seguindo, de acordo com a acusação, as instruções dadas pelo seu amante Ammaz Omer Qureshi, de 35 anos, pela webcam.

Diante do tribunal de Oslo, a procuradora Cecilie Schloesser Moeller pediu a pena mais severa contra Qureshi, afirmando que foi ele quem instigou e planejou o que deveria ser um castigo corporal para “disciplinar” a criança.

Ela pediu 16 anos de prisão para Chaudhry, dois anos a menos, alegando que a acusada ajudou a esclarecer o crime.

A jovem havia se declarado inocente de homicídio no início do julgamento, mas reconheceu ter sido a autora dos maus tratos. Seu amante, entretanto, rejeitou ambas as acusações.

O incidente ocorreu em Oslo, na madrugada do dia 3 de outubro de 2010, por volta das 03h00, segundo a polícia.

A menina foi castigada porque teria interrompido os dois réus, durante um bate-papo na internet.

A cabeça da menina foi submersa em um balde de água duas vezes, e ela ficou inconsciente. Sua mãe pediu ajuda, citando um acidente em casa, mas a criança morreu no dia seguinte no hospital.

Além da acusação de assassinato, o casal é julgado por ter torturado “regularmente” a vítima durante os últimos seis meses de sua existência.

A menina chegou a ser forçada a engolir uma colher de pimenta em pó, além de ser amordaçada com fita adesiva, colocada em banho de água fria, levado tapas na cara e obrigada a dormir no chão.

Fonte: Terra

Compartilhar: