Bebê de 9 meses morre afogado em banheira após descuido dos pais

O casal foi acusado de cometer negligência infantil ao se descuidarem de filha de nove meses que morreu afogada em banheira

O casal foi acusado de cometer negligência infantil ao se descuidarem de filha de nove meses que morreu afogada em banheira. Foto: Divulgação
O casal foi acusado de cometer negligência infantil ao se descuidarem de filha de nove meses que morreu afogada em banheira. Foto: Divulgação

Um casal que supostamente deixou um bebê de nove meses de idade se afogar na banheira, chorou no tribunal ontem quando foram acusados de falhar na “mais básica das responsabilidades paternas”.

Emma Oliver, de 22 anos, estava dando banho em sua filha Daisy Anderson em uma pequena banheira colocada no banheiro de sua casa, em Nova Moston, Manchester, quando ela decidiu ir conversar com um vizinho e deixou o bebê sob os cuidados do pai, Dale Anderson, de 25 anos.

Minutos depois ele começou a banhar sua filha e percebeu que não havia fraldas limpas e toalhas no banheiro, então saiu pela casa e começou a procurar. Quando voltou, descobriu que o bebê estava deitado de barriga para baixo na água e não respirava mais, de acordo com o tribunal.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em desespero, o pai colocou Daisy em uma cama de ursos de pelúcia, antes de realizar respiração boca-a-boca sobre ela.

Enquanto isso, a mãe, que tinha voltado para a casa, supostamente correu de volta no seu vizinho para chamar uma ambulância.

Apesar dos esforços dos paramédicos e médicos, Daisy foi declarada morta duas horas depois no hospital, em 24 de setembro de 2012.

Agora, os pais foram acusados na corte de Manchester Crown de cometerem negligência infantil.

O julgamento continua.

Fonte: R7

 

 

Compartilhar:
    Publicidade