Cavando a cova da CPI

Eliane Catanhêde Colunista da Folha de S. Paulo A estratégia governista para deixar a CPI da Petrobras para lá está…

Eliane Catanhêde

Colunista da Folha de S. Paulo

A estratégia governista para deixar a CPI da Petrobras para lá está bem clara: Lula diz que está “por fora”, Dilma continua olimpicamente em campanha, o PT jura que não tem nada contra investigações e todos juntos ameaçam abrir CPIs contra a oposição.

Enquanto os petistas se preservam, o senador Renan Calheiros mata no peito e assume o papel mais impopular. É ele quem vai entrar com recurso, junto ao plenário do Supremo tribunal Federal, contra a decisão da ministra Rosa Weber pela CPI exclusiva da Petrobras –que é tudo que os governistas não querem.

A abnegação de Renan tem vários motivos. Ele tem a posição institucional de presidente do Senado, é gato escaldado, acostumado a apanhar, e sabe apostar e investir. Quanto mais críticas a Dilma, mais ele exibe sua fidelidade ao projeto.

CPIs são típicas da luta política, mas nem governo nem oposição trabalham de fato para que a da Petrobras vingue, e menos ainda uma da Alstom, ou do cartel de trens de São Paulo ou da refinaria pernambucana. Se alguém quer CPI neste momento é a sociedade. E daí?

Para a oposição, o que interessa é manter as perdas, as dívidas e os prejuízos da Petrobras em pauta até a campanha eleitoral, para desgastar Dilma e o PT. Para o governo, o importante é aguentar o tranco da melhor forma possível até a Copa, emendando com o recesso.

Depois disso, os senadores estarão muito mais preocupados com suas eleições do que com investigações sobre o que quer que seja em Brasília. Aliviados, claro, por não caírem na rede de alguma CPI.

Como previsto, a CPI da Petrobras é mais instrumento de luta política do que uma comissão de inquérito para valer. Não por falta de motivos.

Aliás… após Petrobras, BB, Ipea e IBGE, a crise é na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), onde três dos cinco conselheiros renunciaram. Por quê? Ora, por causa da mão pesada do governo do PT. (Publicado na Folha de S. Paulo 25/04/2014)

NO NINHO TUCANO I

Advogado e Gestor Público, Saulo Carvalho, ex-presidente da Potigás e ex-secretário de Planejamento de São Gonçalo do Amarante, está em Minas Gerais desde a noite do domingo. Convidado pelo Governador de Minas Alberto Pinto Coelho, Saulo assumiu o cargo de Diretor-Geral da Agência de Desenvolvimento Metropolitano, responsável pela articulação do desenvolvimento integrado e sustentável de 34 municípios com população de 6 milhões de habitantes.

NO NINHO TUCANO II

A Agência também é responsável pelo acompanhamento da implantação da primeira Aerotrópole do Brasil. Saulo, que transita bem no tucanato mineiro, acompanhará de perto as articulações para conduzir o senador Aécio Neves à Presidência da República. Este colunista envia o desejo de boa sorte no novo desafio.

BRILHO

As diretorias do ABC e América oficializaram hoje, em solenidade no Arena das Dunas, o contrato de patrocínio da Caixa Econômica Federal. Serão cerca de R$ 2 milhões por ano para cada clube. No evento, todos os vivas foram direcionados para o presidente da Câmara e pré-candidato a governador, deputado federal Henrique Eduardo Alves, apontado como principal responsável pelo sucesso da parceria.

RECOMPENSA

O Supremo Tribunal Federal julgou improcedente a ação onde o ex-presidente e atual senador Fernando Collor era acusado de corrupção passiva, peculato e falsidade ideológica. Esse era o último processo do político referente ao período em que esteve no Palácio do Planalto. Os ministros do STF consideraram que não haviam provas suficientes para a condenação. Pois é.

POSTURA

O técnico da seleção masculina de Vôlei, Bernardinho, concedeu entrevista a Folha de São Paulo nesta sexta-feira (25). Como de costumo, o treinador não conseguiu esconder sua inquietação com as coisas com as quais discorda, e, dessa vez, voltou suas críticas para a situação política do país. Bernardinho disse que poderá entrar para a vida pública no futuro e mostrou que tem caráter para ter muito destaque nesta função também.

DESCASO

A população de do conjunto Vista Verde, na zona Norte, está com o telefone e a internet cortados, impedindo a marcação de consultas. As pessoas estão chegando de madrugada para guarda um lugar na fila para marcar cirurgias e consultas e são surpreendidas com os telefones e internet cortadas. Usuários estão revoltados.

ECONOMIA

O Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos – DIEESE e o Sindicato dos Auditores Fiscais do RN apresentam na terça-feira (29) um estudo sobre a evolução do ICMS no Rio Grande do Norte. No documento, um dos destaques é o desempenho do setor agropecuário potiguar. Nos últimos 13 anos, o crescimento da atividade foi de 217%, o que representa uma participação superior a 20% do ICMS arrecadado no Estado.

FISCALIZAÇÃO

O TCE apresentou nesta semana o Relatório de Atividades da Segunda Câmara de Contas do órgão quando registrou uma economia de mais de R$ 447 mil para os cofres públicos. A informação foi divulgada tendo como referência Relatório da Secretaria das Sessões apresentado em sessão da Câmara.

GIRA MUNDO

Os brasileiros gastaram em viagens internacionais US$ 1,838 bilhão em março, enquanto os viajantes estrangeiros deixaram no país US$ 535 milhões. Com isso, a conta de viagens internacionais do balanço de pagamentos do Brasil ficou negativa em US$ 1,302 bilhão no mês passado, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (25) pelo Banco Central (BC). Nos três primeiros meses do ano, a situação não é diferente. Enquanto os brasileiros tiveram uma despesa de US$ 5,874 bilhões em viagens internacionais, os estrangeiros deixaram no país US$ 1,771 bilhão. O resultado é negativo em US$ 4,103 bilhões no ano até março.

Compartilhar: