CBTU recebe 1ª locomotiva que modernizará o transporte público em Natal

Máquina passará por vistoria e avaliação antes de começar a operação na Região Metropolitana

CBTU----Chegada-de-locomotiva-nova-JA

Carolina Souza

acw.souza@gmail.com

As locomotivas incorporadas ao sistema de transporte ferroviário da região metropolitana de Natal começam a dar os primeiros sinais de modernização. As máquinas, fabricadas em 1950, e em funcionamento até os dias de hoje, começam a ser substituídas por modelos de 2014, fabricados em solo brasileiro. A primeira locomotiva, que veio diretamente de São Paulo para Natal, já está estacionada no pátio da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

O maquinário, ainda incompleto, precisará passar por um processo de vistoria e avaliação da tecnologia antes de operar os vagões. Por ser bastante pesada e extensa, a locomotiva precisou ser dividida em duas partes. A segunda deverá estar chegando a Natal até esta quarta-feira (28). Outra locomotiva também está para ser entregue à CBTU, porém ainda sem previsão exata.

A modernização do transporte ferroviário consta na aquisição de duas locomotivas e 12 composições inseridas no Veículo Leve Sob Trilho (VLT), contratadas através de verba oriunda do PAC Equipamentos. Foram destinados R$ 154 milhões de reais para as aquisições, dos quais R$ 10 milhões para compra das locomotivas e R$ 144 milhões para as composições do VLT.

João Maria Cavalcanti, superintendente regional da CBTU/RN, acredita que após a implantação do VLT os descolamentos diários, realizados pela população, terão uma nova conotação, uma vez que novas estações serão implantadas em locais que permitirão a integração física do sistema ferroviário com os demais modos de transportes disponíveis.

O novo sistema, desenvolvido pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos, funcionará a partir da operação de sete linhas de VLT, implantadas em quatro etapas. Com a operação da primeira etapa, o VLT terá a capacidade de transportar cerca de 50 mil passageiros por dia. Ela atenderá ao sistema atual, em três linhas, cobrindo os municípios de Natal, Parnamirim, Extremoz e Ceará-Mirim, num total de 56 quilômetros.

“A chegada da primeira locomotiva representa para nós o início de uma era de modernização, bem como o compromisso das montadoras conosco, que está nos entregando a primeira máquina no prazo correto”, disse João Maria. O Superintendente esclareceu que a locomotiva em si ainda não representa o VLT.

“Há um anseio da população em ver Veículos Leves sob Trilho em funcionamento, uma vez que eles representam a grande novidade no sistema de transporte ferroviário. Porém, as partes que compõem o VLT ainda estão em processo de montagem e não temos certeza de quando iremos recebê-los”, afirmou.

Os vagões que fazem 24 viagens por dia pela Região Metropolitana de Natal são da década de 1980, mais novas que as atuais locomotivas, mas também em situação de defasagem. João Maria Cavalcanti disse que foi feita uma solicitação à direção central da CBTU para que Natal receba os carros semi-novos que foram recuperados em Recife e estão sem uso.

“Estamos aguardando um retorno sobre essa solicitação. Temos esperança de recebê-los, melhorando o conforto de nossos passageiros. Apesar de ainda não termos sido atendidos, aquilo que está dentro de nosso projeto vem sendo atendido”, garantiu o superintendente da CBTU.

Compartilhar: