Celebridades internacionais têm fotos nuas vazadas por hackers na web

Jennifer Lawrence, Kirsten Dunst, Selena Gomez e mais estrelas tiveram seus celulares invadidos e fotos apareceram neste domingo 31

Jennifer Lawrence através de porta-vozes, a atriz irá processar os envolvidos, de acordo com o site TMZ Foto: Reprodução
Jennifer Lawrence através de
porta-vozes, a atriz irá processar os envolvidos, de
acordo com o site TMZ Foto: Reprodução

“Domingo negro das celebridades” é como já ficou conhecido este dia 31 para famosas internacionais como Jennifer Lawrence, Kirsten Dunst, Ariana Grande,Selena Gomez e uma lista que não para de crescer a cada minuto, que tiveram fotos íntimas suas divulgadas na rede. Hackers conseguiram acessar o iCloud dessas famosas, sistema operacional da Apple onde ficam salvos os arquivos contidos no celular, como fotos, vídeos e músicas, e divulgaram as fotos. O ato é ilegal e passível de punição. No Brasil, caso semelhante aconteceu com a atriz Carolina Dieckmann em 2011, e motivou a criação da lei homônima, que prevê prisão de três meses a um ano e a pagar multa pelos delitos informáticos.

Jennifer Lawrence parece ser a maior vítima até agora. Segundo o Buzzfeed, há mais de 60 vídeos e fotos íntimos da ganhadora do Oscar circulando pela rede.

Os porta-vozes da atriz disseram ao site TMZ que “Esta é uma flagrante violação da privacidade. As autoridades foram contatadas e a atriz vai processar qualquer pessoa que publique as fotos roubadas de Jennifer Lawrence”.

Victoria Justice, a ex-estrela teen que também apareceria nos cliques íntimos, negou que seja ela retratada. “Esses nus são falsos  Deixe-me cortar o mal pela raiz agora”, escreveu ela no Twitter. Mary Elizabeth Winstead, que também faz parte do vazamento, confirmou que as fotos dela eram reais, escrevendo: “Sabendo que essas fotos foram apagadas há muito tempo, eu só posso imaginar o esforço assustador que fizeram para achar isso. Sinto muito por todas que foram hackeadas. Para vocês que estão olhando as fotos que tirei com meus marido anos atrás na privacidade de nossa casa, espero que se sintam bem sobre si mesmos”.

No Brasil, o caso mais famoso aconteceu com a atriz Carolina Dieckmann, que passou por episódio semelhante em 2011. O caso da atriz motivou a criação da Lei Carolina Dieckmann. Aprovada no Congresso no fim de 2012, a lei tipifica crimes virtuais. Com a nova lei, a pessoa que invadir computadores ou dispositivos móveis, como smartphones ou tablets, com a intenção de acessar dados sigilosos sem autorização ou disseminar vírus poderá ser condenada a cumprir prisão de três meses a um ano e a pagar multa pelos delitos informáticos. A punição pode ser ampliada se houve prejuízo econômico para as vítimas.
Fonte: Globo
Compartilhar:
    Publicidade