Centro de Apoio à Imprensa será montado durante Copa do Mundo

Estrutura atenderá jornalistas que vierem para Natal cobrir o 'extra jogo'

Centro funcionará no Laboratório de Comunicação da UFRN e oferecerá 200 vagas para jornalistas nacionais e internacionais, por meio de credenciamento. Foto: José Aldenir
Centro funcionará no Laboratório de Comunicação da UFRN e oferecerá 200 vagas para jornalistas nacionais e internacionais, por meio de credenciamento. Foto: José Aldenir

Ana Paula Cruz
anaprcruz@gmail.com

O ano de 2014 é o ano da Copa do Mundo da Fifa no Brasil, e em torno desse evento esportivo muitas coisas estarão acontecendo ao mesmo tempo no Estado, como assuntos relacionados a cultura, economia, turismo, lazer e gastronomia. Com o objetivo de atender aos jornalistas que pretendem cobrir os diversos aspectos ‘extra jogo’, o Governo do Estado, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a Prefeitura de Natal e outros parceiros vão estruturar um Centro de Apoio à Imprensa.

O Rio Grande do Norte larga na frente, pois até agora não se tem notícia de outro centro como este no Brasil. Ele vai oferecer 200 vagas para os jornalistas nacionais e internacionais, preenchidas por meio de credenciamento, funcionará no Laboratório de Comunicação da UFRN (Labcom) e servirá como ponto de relacionamento entre os profissionais e os estudantes de comunicação da UFRN e Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), além de ponto de apoio para produção de reportagens diversas.

O superintendente de comunicação da UFRN, José Zilmar, disse que a intenção do Centro é dar apoio aos jornalistas que queiram vir a Natal cobrir pautas que não sejam sobre os jogos da Copa do Mundo, e sim, outros assuntos, além de envolver o aluno com os profissionais. “Vamos aproveitar essa mega evento que é a Copa do Mundo e atrair jornalistas do Brasil e do mundo para cobrirem outras pautas e fazer essa ponte entre profissional e estudante”. Outra intenção dos organizadores do Centro é envolver também os alunos da UERN no projeto.

Os pré-requisitos para que os jornalistas se credenciem para o Centro é estar vinculado a alguma empresa, como veículos de comunicação ou instituições universitárias, apresentar um plano de trabalho e entrar com uma contrapartida para a formação do estudante através de palestras, oficinas, entre outros. A data do credenciamento ainda não foi definida, mas reuniões quinzenais estão sendo realizadas para que em março tudo já esteja encaminhado.

O secretário de Estado da Comunicação, Paulo Araújo, falou que a iniciativa é baseada em projeto pioneiro realizado em 1998, na 50ª edição da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Natal. A jornalista Ana Paula Cadengue montou na UFRN uma redação para dar apoio aos jornalistas que estavam na cidade e para fazer a ponte entre eles e os estudantes. “O que ficou para nós que participamos deste projeto foi imensurável e com certeza esse Centro será enriquecedor para os estudantes que vão participar”.

Os estudantes que participarão do projeto serão selecionados nas categorias bolsistas e voluntários. Na seleção será analisado o currículo acadêmico do aluno, a fluência em alguma língua estrangeira, dentre outros aspectos. Além da área da comunicação, o projeto pretende integrar alunos da área de informática, turismo, geografia, educação física, entre outros.

O Centro de Apoio à Imprensa irá funcionar durante dois meses, de maio a junho deste ano. Durante este tempo haverá uma programação montada para levar os jornalistas a diversos lugares para conhecerem os diversos aspectos do Estado e, assim, desenvolverem suas pautas.

Para divulgação das matérias produzidas, o Centro irá utilizar um portal, que está em fase de construção, e o mailing de entidades que tenham vínculo com a mídia, como a Federação Internacional de Jornalistas (Fij), Federação Nacional da Imprensa (Fenai) e Associação dos Correspondentes de Imprensa Estrangeira no Brasil (Acie) e Jornalistas Sem Fronteiras.

No próximo dia 29, representantes do Governo do Estado, UFRN e Prefeitura de Natal estarão no Rio de Janeiro em busca de apoio para o Centro. José Zilmar informou que parceiros que queiram participar do projeto ainda são bem vindos. “Conseguimos agregar vários parceiros, mas o Centro ainda está aberto a quem desejar se juntar a nós. Interessados podem entrar em contato com a Superintendência de Comunicação da UFRN”.

Compartilhar:
    Publicidade