Chegadas e partidas – Vicente Serejo

Estar em um aeroporto pode ser uma experiência curiosa e terapêutica. Reparar no fluxo que aquele ambiente sugere. Chegadas e…

Estar em um aeroporto pode ser uma experiência curiosa e terapêutica. Reparar no fluxo que aquele ambiente sugere. Chegadas e partidas. Idas e vindas. “Olás” e “adeus”. Há os que aguardam ansiosamente a bagagem para correr para o abraço e a abandonam, em qualquer lugar, quando encontram os outros braços, que tanto esperaram.

Há os que recebem com um buquê de flores vermelhas, eternizando o instante. Há os que empurram apressados a mala rígida sobre rodinhas múltiplas. Há os retornam de meses longe de casa e são recebidos com festa e cartazes. Há os que precisam ser encontrados, com cartazes menos carinhosos. Há os que buscam “licenças poéticas” em algum lugar onde haja poesia. Há os que partem para novas fases e os que voltam já, já.

Chegadas e partidas. Boas-vindas e despedidas. Os aeroportos foram cenários de muitas histórias nesta época de Brasil anfitrião. Observar o vai-e-vem, com aroma de café, faz pensar sobre a genialidade da tecnologia que faz o ser humano voar, sobre como estar lá em cima nos convida a refletir sobre a possibilidade dos últimos momentos… Perceber as novas cores que o planeta tem entre as nuvens, a muitos e muitos pés de distância.

Voar, chegar e partir sugere poesia. Assim como uma observação mais demorada, uma xícara de café ou um simples pão de batata. O aconchego do travesseiro de pescoço. O desapego do despacho da bagagem. Há nuances poéticas infindáveis por ali.

Chegar e partir faz lembrar de pessoas e de Pessoa: “há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia; e se não ousarmos fazê-lo, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”. Sim, Fernando, é isso sim. É sempre tempo de travessia, mas há um instante crucial em que é preciso decidir. A hora do embarque ou desembarque chega, necessariamente. Ninguém gosta de perder o vôo.

Câmara 2015

Com nove vereadores candidatos ao pleito de outubro – Adão Eridan (PR), Sandro Pimentel (PSOL), Bispo Francisco de Assis (PSB), Jacó Jácome (PMN), Rafael Motta (PROS), Albert Dickson (PROS), Hugo Manso (PT), Dagô (DEM) e George Câmara (PCdoB) -, a Câmara de Natal poderá ter uma “cara” bem diferente no ano que vem. Os suplentes já estão na torcida.

 

Nova tentativa

O veterano Adão Eridan, que já coleciona cinco mandatos como vereador, e quase chegou a Assembleia Legislativa por três vezes, em eleições passadas, fará dobradinha, no RN, com a médica Zenaide Maia, que tentará vaga em Brasília.

 

Choque

A imagem de Dilma Rousseff e Lula (PT) como estratégia de marketing já faz parte da coligação Robinson/Fátima, que inclui oito partidos da base da presidenta – PSD, PT, PC do B, PT do B, PP, PEN, PRTB e PTC. No caso de Henrique Alves (PMDB), o “chapão” gera vários desconfortos para a divulgação junto aos presidenciáveis.

 

Presidenciável

Primeiro candidato à Presidência da República a visitar Natal, Eduardo Campos (PSB) estará, no RN, nesta sexta-feira (11). Ele cumpre agendas em Mossoró e Natal, com atos públicos e entrevistas.

 

Dificuldades

Diversas ONGs do RN enfrentam dificuldades, não só pela falta de cultura de se valorizar o chamado “3º setor”, no Estado, mas também porque o Programa Cidadão Nota 10, que repassa recursos por meio da doação de notas fiscais, não está sendo cumprido. É o que algumas instituições denunciam. Não está havendo repasse, apesar de ser lei.

Internacional

A bailarina internacional de dança do ventre Nuriel El Nur fará show em Buenos Aires, no próximo mês de agosto. Ela acaba de retornar de SP, depois de gravar DVD para a “Ventreoteca”, da conceituada publicação da área Revista Shimmie. Nuriel foi a única do Nordeste a ser convidada para o projeto, cujo lançamento será em 2015.

 

Nipobrasileiros

Abertas as inscrições para a 2ª edição do Concurso Bunkyo de Contos, que vão até 31 de setembro. Para 2014, os contos serão do gênero fantástico, dentro do tema: “encontro entre as culturas brasileira e japonesa”. Como o concurso é de ficção, os concorrentes terão inteira liberdade de criação.

 

História de Drummond

O jornalista paulista Humberto Werneck foi convidado pela editora Companhia das Letras para escrever a biografia do poeta Carlos Drummond de Andrade. A publicação está prevista para ser lançada em 2017.

 

Leitura na rede

Dica de leitura na internet, com críticas e argumentações bem fundamentadas, é o sitewww.diariodocentrodomundo.com.br. O Diário faz o resumo dos fatos mais importantes do dia, nas mais diversas áreas de interesse do público – política, economia, esporte, moda e cultura.

 

Despedida

Queridos leitores, hoje concluo minha interinidade aqui na coluna. Serejo estará de volta nesta sexta-feira (11), pronto para mais um recomeço. Agradeço a vocês – sempre – pela leitura, pelofeedback e, ao JH, pela oportunidade. Espero que tenham gostado! Até a próxima! Beijos, Taciana Chiquetti

Compartilhar: