Chile começa voando, mas relaxa e perde a chance de golear a Austrália

Aos 12 minutos, Sanchez abriu o placar e Valdívia fez mais um logo em seguida; depois disso, no entanto, australianos foram melhores e reduziram, mas Chile ainda fez o terceiro

futebol-copa-chile-australia-20140613-08-size-598

Depois de dois gols em 14 minutos de jogo, o Chile parecia que ia aplicar um placar elástico sobre os australianos na Arena Pantanal, em Cuiabá. Não foi o caso. O time sul-americano não goleou, mas ao menos garantiu a vitória, por 3 a 1, com gols de Alexis Sanchez, Jorge Valdivia e Beausejour. A Autrália descontou com Tim Cahill.

O primeiro gol saiu após bate-rebate na área australiana, aos 12 minutos. A bola acabou no pé de Alexis Sanchez, que escolheu o canto e abriu o placar. Aos 14, Valdivia acertou um belo chute no ângulo do goleiro Matthew Ryan.

Depois da velocidade inicial, os chilenos quase dormiram no gramado e abriram espaço para os australianos, que tocavam melhor e chegavam com mais perigo. Tim Cahill diminuiu de cabeça, aos 35 do primeiro tempo.

No segundo tempo, a Austrália começou melhor novamente. Faltava é pontaria ao time da Oceania. Aos 17, quase o Chile ampliou: Vargas tocou na saída do goleiro, mas o defensor tirou em cima da linha (a tecnologia da Fifa, acionada por um chip dentro da bola, acusou que a bola não entrou).

O jogo não era ruim, mas a falta de qualidade técnica das duas seleções ficou evidente na segunda etapa. O jogo se encaminhava para o 2 a 1 quando, nos últimos minutos, o Chile ampliou, com belo chute de fora da área de Beausejour.

Os chilenos tinham a torcida de Cuiabá a seu favor e podiam ter aproveitado melhor a estreia na Arena Pantanal para abrir um bom saldo e gols para competir pela liderança do Grupo B com a Holanda, que também nesta sexta-feira goleou a Espanha por 5 a 1.

Chile e Austrália voltam a jogar nesta quarta-feira. Os chilenos vão tentar segurar a Espanha, que precisa de qualquer forma se recuperar da goleada da estreia, enquanto os australianos enfrentam a Holanda.

 

Fonte: Veja

Compartilhar: