Chinês de 2 anos viciado em álcool consome uma cerveja por dia na escola

Autoridades estudam melhor tipo de tratamento para o caso

Cheng Cheng experimentou o álcool pela primeira vez ao dez meses de idade. Foto: Divulgação
Cheng Cheng experimentou o álcool pela primeira vez ao dez meses de idade. Foto: Divulgação

Autoridades chinesas informaram na última terça-feira (24) que estão preocupadas com um menino de dois anos que aparentemente é o alcoólatra mais jovem do país.

Cheng Cheng tomou vinho pela primeira vez aos dez meses e sua primeira garrafa de cerveja antes de um ano de idade.

De acordo com o tabloide britânico Daily Mail, Cheng grita por álcool, como um bebê faz por leite.

Seu hábito provocou indignação na mídia local e os médicos exigiram que os pais tomem medidas imediatas para evitar o risco de vida do menino. Os serviços sociais conversam sobre a possibilidade de interná-lo.

Porém, de acordo com a mídia chinesa, os pais e a família de Cheng não veem problema do menino gostar de bebidas alcoólicas.

Segundo o relatório médico, Cheng experimentou vinho pela primeira vez aos dez meses, quando o pai colocou um pouco da bebida na boca do menino para ele parar de chorar. Agora, na escola, o menino pode beber uma garrafa inteira de cerveja, sem efeitos físicos visíveis.

A tia de Cheng, Cai Teng, disse que toda a família já esperava que ele fosse um alcoólatra. “Sempre que a família tira as garrafas de álcool, ele pede para beber mais”, diz Cai.

A mãe do menino, temendo as punições que ela e o marido pudessem sofrer, afirmou que já teria tentado trocar a bebida pelo leite, suco e até refrigerantes.

“Seus olhos estão sempre nas garrafas de álcool. Nós só podemos tentar esconder as garrafas em um lugar menos visível”.

A tia ainda disse que o menino faz muito barulho enquanto chora pelo álcool e que por isso, a família não tem outra opção, se não entregar a bebida ao menino.

Alguns pediatras da China informaram ao Daily Mail que o corpo de os órgãos das crianças na idade de Cheng Cheng não são bem desenvolvidos e que um pouco de álcool pode facilmente prejudicar a saúde delas.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade