Chuvas em Natal durante a Copa do Mundo põem serviços públicos em alerta

Capital potiguar corre risco de ter suas ruas novamente alagadas durante o mundial

Chuva-JA-(43)

A previsão de incidência de chuvas nos próximos dias deve continuar na capital potiguar. Segundo monitoramentos que vêm sendo realizados pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), pancadas de chuva deverão ocorrer em Natal até a próxima semana com média esperada entre 30 a 40 milímetros. Apesar de esses índices serem baixos, meteorologistas alertam os setores de serviços públicos em Natal para a necessidade de medidas de emergência, principalmente com vista para o período de realização da Copa do Mundo.

“Até a manhã de ontem foi registrado 34 mm em Natal. É uma quantidade baixa, mas mesmo assim causou transtornos para a mobilidade da cidade. Se o cenário de normalidade de chuvas se manter para o mês de Junho, como estamos esperando, época essa que mais chove em Natal, poderemos ter problemas mais sérios durante a Copa do Mundo”, destacou o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot.

Segundo Bristot, o mês de maio no litoral potiguar chove, geralmente, uma média de 227 milímetros, enquanto que os meses de junho e julho apresentam índices de 288 e 236 milímetros respectivamente. “Não dá para estipular com muita certeza, mas para o período de realização da Copa do Mundo é esperado, nos dois meses do evento, 524 milímetros de chuva. Sem dúvida alguma, isso significa sinal de alerta. Principalmente no que diz respeito à mobilidade urbana”, disse. “Pode ser que tenhamos uma baixa do índice de chuva esperado, mas também pode ser que tenhamos fortes pancadas de chuva”, esclareceu.

A explicação para a continuidade de chuvas até a próxima semana se dá em função da aproximação do sistema de brisa oceânica no litoral e agreste potiguar. Nesta quinta-feira (15) o dia amanheceu claro, mas com previsão de formação de nuvens e pancadas de chuvas à tarde e à noite. Amanhã, há previsão de chuvas pela manhã e no sábado poderão ocorrer pancadas de chuvas a qualquer hora do dia.

Até o momento a Defesa Civil em Natal, vinculada à Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Social (Semdes), não registrou nenhuma ocorrência grave relacionada às chuvas que caem desde a noite da terça-feira (13). Foram registrados apenas alguns pontos de alagamento comuns à realidade das ruas de Natal, como em pontos localizados nas Avenidas Salgado Filho, Prudente de Morais e Jaguarari.

O boletim pluviométrico da Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte registra boas chuvas entre às 7 horas de quarta-feira (14) até a manhã de hoje (15). Foram 108 postos de monitoramento com chuvas, em todas as regiões do Estado. As maiores precipitações ocorreram no Oeste Potiguar, com destaque para Campo Grande, com 107,6 mm, e Upanema, com 91 mm.

Compartilhar: