Ciclistas assaltados na Rota do Sol vivem momentos de terror nas mãos de bandidos

Mensagem alerta também para que outros ciclistas fiquem atentos ao pedalar no local

ty4324t23

Se os natalenses estão cada vez mais receosos em saírem de casa pelos constantes atos de violências que são registrados todos os dias na capital do Rio Grande do Norte, a “fama” de município inseguro de Natal vai chegando até outros Estados. Na noite dessa quarta-feira (24), dois paraibanos tiveram uma experiência nada agradável na cidade.

De acordo com o relato da esposa de uma das vítimas, por volta das 21h30, na Rota do Sol, em Ponta Negra, Zona Sul de Natal, o marido dela, juntamente com o cunhado, estavam pedalando próximo à Barreira do Inferno quando foram surpreendidos por assaltantes. Em uma página de uma rede social, a mulher relatou os momentos de terror que o marido passou.

“Venho aqui deixa essa mensagem em um momento de grande tristeza. Sou do grupo do pedal e meu esposo também é um adepto dessa arte. Somos de João pessoa na Paraíba-PB, mas temos família aqui em Natal. Hoje dia 24/07/2014, por volta das 21:30, na Rota do Sol, próximo à Barreira do Inferno, meu esposo, junto com meu cunhado, foram assaltados e permaneceram com eles (os bandidos) dentro do mato por quase 1:00 hora sob uma grande tortura”. Ainda no depoimento, a mulher aconselha os outros ciclistas a terem cuidado. “Por favor, alertem toda a galera do pedal para terem cuidado e também se possível divulgar para que possamos ter noticias das Bikes. É uma KHS3000ELITE equipada com acessórios XTR de com amarela e outra é uma Proshok”.

De acordo com Hiram Lima, que é ciclista e também tem o costume de utilizar aquela rota para pedalar, assaltos naquela região são comuns. “Nós procuramos utilizar rotas diferenciadas diariamente. Porém, todas terças e quintas os ciclistas vão para a Rota do Sol. São mais de 300 pedalando por ali. Apesar da grande quantidade de pessoas circulando, os assaltos naquela região são comuns. Infelizmente o policiamento não é eficaz e fica fácil para os bandidos agirem”.

Ele alegou que seria simples inibir a ação dos criminosos naquela região. “Se tivesse, pelo menos, uma viatura que passasse por ali com alguma frequência, mas nem isso acontece. Nós pedalamos por ali e dificilmente encontramos alguma viatura passando pelo local. Quando passa ela vem uma vez e depois passa um longo tempo ser aparecer. Os criminosos sabem disso e por isso acabam aproveitando essa situação para cometerem assalto”.

Um ciclista postou um desabafo ontem no seu facebook, narrando momentos de tortura que alguns ciclistas passaram nas mãos dos assaltantes durante mais de uma hora.

Eles foram levados para dentro do matagal e ficaram sob a mira dos bandidos, que no final fugiram levando suas bicicletas.

Veja a postagem:

66_5

 

Compartilhar:
    Publicidade