Cientistas filandeses desenvolvem detector de morte; entenda

O Detector da Morte pode estar na vanguarda da prevenção contra doenças mortais

u56u56u56u

Desde seus primórdios, o enigma da morte fascina a espécie humana. Entretanto, diante de sua certeza, só restam duas opções aos cientistas: encontrar formas de atrasar a chegada da morte, ou tentar descobrir quando ela chegará.

E foi pensando nisso que cientistas da Finlândia e Estônia desenvolveram o Detector da Morte, um teste baseado em análises sanguíneas. Seu objetivo é prever o risco de morte em pessoas saudáveis, em um prazo de cinco anos.

Segundo o artigo publicado na revista PLOS Medicine, a técnica dos pesquisadores está centrada em quatro fatores diferentes. Os chamados biomarcadores poderiam indicar anomalias no processo orgânico, mesmo que ele ainda não esteja doente.

Naturalmente, diante de um resultado afirmativo, o paciente analisado teria a chance de fazer um tratamento para prevenir a manifestação da doença.

Segundo Johannes Kettunes, “o mais interessante é que os biomarcadores revelam diversas possibilidades, como câncer ou doenças cardiovasculares”. O Detector da Morte pode estar na vanguarda da prevenção contra doenças mortais.

 

 

 

Fonte: History Channel

Compartilhar: