Cintura superfina de ‘malhadas’ no Instagram pode gerar lesões sérias

Fotos de muitas celebridades mostram corpo "violão" exagerado; profissionais alertam sobre problemas na coluna e lesões musculares

yh45u2y

Nas fotos das redes sociais, a cintura muito fina em relação ao busto e ao quadril de algumas celebridades chama a atenção, sendo que, muitas vezes, o “conjunto da obra” parece até desproporcional. Afinal, é possível ter essa cinturinha de pilão naturalmente? De acordo com ortopedista e fisioterapeuta entrevistados pelo Terra, sim, dependendo do biótipo. Mas exagerar na atividade física e abusar de silicone nos seios e bumbum para chegar a essa aparência pode resultar em prejuízos, como problemas de coluna e lesões musculares.

Andressa Urach, por exemplo, é dona de um corpo “violão” e já revelou ter feito lipoaspiração e turbinado os seios. Para participar do concurso Miss Bumbum Brasil 2012, no qual ficou em segundo lugar, fez um raio-X do bumbum para provar que é todo natural.

A socialite americana Kim Kardashian também tem silhueta curvilínea, com 101,6 cm de quadril e 66,04 cm de cintura, de acordo com o jornal Daily Mail. Já disseram que ela teria apostado em implantes de silicone e até em cirurgia que retira gordura das pernas para colocar no bumbum. Ela nega e também já fez raio-X na TV para provar que o derrière não sofreu alterações.

Segundo o médico Mauricio de Moraes, chefe de ortopedia do Hospital Leforte, não há estudos científicos que permitam afirmar qual é a relação ideal entre as medidas da cintura, seios e quadril. “Não podemos esquecer que a nossa herança genética é o maior fator determinante. Desde que respeitemos o limite de cada biótipo e com exercícios físicos sob orientação, não há prejuízos. O desejo por ter um corpo parecido com os das celebridades pode levar a alguns  excessos, principalmente causando lesões musculares, osteoarticulares, entre outras”, completou.

foto-1-andressa-urach

Implantes de silicone exagerados, que acabam fazendo a cintura parecer ainda menor, trazem muitos problemas. “Bustos enormes acarretarão um esforço na coluna, causando dores e deformidades. A mesma coisa ocorre em relação ao quadril, medidas largas e excessos causarão desvios nas vértebras e irão gerar dores”, comentou a fisioterapeuta e acupunturista Flavia Regina Schultz Freire, da Fluyr Saudável – Clínica de Combate à Dor. “Excessos de atividades aeróbicas ou de cargas de pesos geram lesões a todo sistema musculoesquelético, além de distúrbios endócrinos”, explica.

Vale lembrar que é difícil precisar, com base apenas em fotos, detalhes sobre o corpo. Muitos recursos podem alterar a imagem, como o próprio Photoshop, e poses de lado geralmente deixam a cintura com aparência menor ao destacar seios e bumbum avantajados.

 

 

Fonte: Terra

 

Compartilhar:
    Publicidade