CIOCS inicia o monitoramento das ocorrências médicas

Centro de Operações da Saúde inicia as atividades no Rio Grande do Norte

Helicoptero-samu-HD

Alessandra Bernardo

alessabsl@gmail.com

O Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs), que irá monitorar os dados de atendimentos e ocorrências médicas entre os dias 12 de junho e 13 de julho, durante a Copa do Mundo no Brasil, e funcionará dentro do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR/RN), foi oficialmente ativado nesta terça-feira (10), no Centro Administrativo Estadual. Na ocasião, foi apresentado o helicóptero que apoiará o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência 192/RN (Samu) no transporte aeromédico durante o mês de junho.

Segundo o secretário de Estado da Saúde Pública (Sesap), Luiz Roberto Fonseca, a instalação do Ciocs dentro do CICCR/RN faz com que Natal seja a única cidade-sede a integrar todos os dados referentes à saúde com as forças policiais e de defesa civil que atuarão na Copa. Ele disse que será possível monitorar a ocorrência de situações de risco, demandas por atendimento e também fazer a vigilância epidemiológica e sanitária do Estado, coordenando as respostas diante de emergências e urgências que vierem a acontecer durante o período do mundial.

“Decidimos instalar o Ciocs dentro do CICCR para ficarmos mais próximos dos serviços de urgência e emergência atendidos pelas forças policiais como as polícias militar e civil, federal e rodoviária federal, com o objetivo de uma atuação conjunta entre todos. A integração das ações é fundamental para um bom trabalho e isso é o que buscamos. Além de monitorar os incidentes de saúde, o Ciocs fará boletim diário com os dados recebidos pelas equipes de campo, que será enviado ao Ministério da Saúde”, falou.

Helicóptero auxiliará resgates de gravidade

Luiz Roberto Fonseca disse que o helicóptero, cedido pelo governo do Maranhão, tem capacidade para transportar até duas vítimas e possui equipamentos semelhantes a uma unidade de suporte avançada, como monitor cardíaco, ventilador mecânico e outros. A aeronave será usada para resgate em casos de alta gravidade. O Samu/RN também recebeu quatro veículos monomotor, que alcançam a velocidade máxima de 50 quilômetros por hora, para atendimento a situações que necessitem de atendimento rápido.

O Samu/RN também foi beneficiado com o treinamento de cem profissionais para atendimento de vítimas de acidentes do grupo QBRNE (químicos, biológicos, radioativos, nucleares e explosivos) e outros 60 para atendimento aeromédico. Segundo o coordenador médico do Samu, Cláudio Macedo, todos estão capacitados para resgate de pacientes de alta gravidade. “Vamos trabalhar em conjunto, com suporte ao redor do Arena das Dunas com duas unidades de suporte básico e duas avançadas”, explicou.

Segundo a coordenadora de Ações de Saúde para a Copa, Narielly Galvão, será possível ter um panorama integrado sobre o fluxo de atendimentos e procedimentos relacionados à Copa e articular a rede de assistência para atender às necessidades que surgirem em decorrência desse fluxo. “Por exemplo, caso tenhamos uma ocorrência com grande número de envolvidos em uma determinada área, poderemos acionar o hemocentro para a necessidade de sangue ou outro hospital próximo ao que recebeu a demanda original, para ajudar nos atendimentos”, explicou.

Natal atuará com Ciocs

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal também estará presente nas ações de saúde relacionadas à Copa do Mundo. Ela irá otimizar o compartilhamento de informações de vigilância e atenção à saúde para apoiar as decisões e monitorar os possíveis incidentes durante o evento mundial. Estarão presentes profissionais dos setores de Vigilância Sanitária, Epidemiológica, Ambiental, Saúde do Trabalhador e um responsável pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo o secretário de Natal, Cipriano Maia, o município recebeu cinco novas ambulâncias de suporte básico e mais três, de suporte avançado, além da instalação de um posto de atendimento na área onde será realizada a Fifa Fan Fest, na Praia do Forte. “Não fizemos uma ação específica para a Copa, mas sim reforçamos a rede assistencial, para possíveis necessidades. Estamos cumprindo a nossa responsabilidade para atender à nossa população e aos visitantes que estarão na cidade durante o período do mundial”, explicou.

A Vigilância Sanitária de Natal estará presente dentro do Arena das Dunas, para fiscalizar os alimentos comercializados no local. Serão quatro profissionais no Ciocs e mais uma equipe volante dentro do estádio, com um médico regulador, um profissional da Vigilância Sanitária e um da Vigilância Epidemiológica, que irão fazer a interligação com os serviços públicos, caso seja necessário.

Compartilhar:
    Publicidade