Clima de Copa e de protestos

O destino reservou uma sexta-feira recheada de muitos assuntos para a imprensa em todos os seus níveis. A morte do…

O destino reservou uma sexta-feira recheada de muitos assuntos para a imprensa em todos os seus níveis. A morte do ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, toma conta do noticiário internacional desde ontem. No Brasil, ainda tivemos a prisão de mais quatro mensaleiros, e na república de Mossoró, a cassação efetiva da prefeita Claudia Regina, a primeira determinada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Mas, para os amantes do mundo esportivo e apaixonados por futebol, nenhuma delas é mais importante do que a abertura das bolinhas no sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014. Certamente, quando o leitor estiver passando os olhos nestas linhas, já saberá contra quais seleções o Brasil jogará na primeira fase da competição, assim como quem enfrentará quem entre os demais países.

Porém, apesar do clima de tranquilidade e de expectativa em torno do torneio, será difícil para a poderosa FIFA abafar as prováveis manifestações que devem se espalhar pelo país no próximo ano. Durante esta semana, em entrevista a imprensa inglesa, o secretário-geral do órgão, Jerome Valcke, disse que Copa do Mundo é a “hora erra de se protestar”.

Ora, os brasileiros não reclamam da chance de receber um mundial de futebol na sua terra, mas ninguém é obrigado a aguentar os descalabros administrativos do país, com seus desvios de recursos, seus mensalões e sua péssima qualidade no ensino e na saúde. Por aqui, o padrão FIFA ainda está longe de se transformar em realidade, no que realmente interessa ao povo.

Os protestos são contra tudo isso. E, com todo o respeito ao representante do órgão máximo do futebol mundial, é muito pouco provável que os brasileiros fiquem em silêncio durante a competição, mesmo que a nossa seleção vá muito bem. O próximo ano é período eleitoral e, ao contrário do que disse Valcke, será sim o momento certo para se protestar.

 

PRESSÃO GRANDE
O parecer sobre a proposta de desoneração do querosene de avião, de 17% para 12%, um reivindicação dos empresários e do consórcio Inframérica, ficou para ser apresentado na segunda-feira (09), devido a viagem da governadora Rosalba Ciarlini, que está na Bahia para acompanhar o sorteioda Copa do Mundo. Expectativa grande quando ao conteúdo do documento produzido pelo secretário de Tributação, José Airton.

CAOS NA SAÚDE I
O advogado Araken Farias manda e-mail relatando mais uma situação lamentável do sistema público de saúde natalense. “Ontem fui vacinar minhas duas filhas de 1 e 5 anos, para minha surpresa o posto de saúde da Romualdo Galvão não tinha servidores para aplicar as vacinas, fui informado que os funcionários tinham ido resolver problemas particulares.

CAOS NA SAÚDE II
Continua Araken. “Quando já estava de saída, chegou um carro com uma mãe que trazia o filho para vacinar e para minha maior surpresa a mesma já foi perguntando a funcionária qual era a desculpa de hoje, pois já era a 5ª vez que vinha ao posto para vacinar o seu filho e não tinha quem aplicasse a vacina. A funcionária do posto de saúde de Natal ainda tentou ajudar, indicando o Hospital da Polícia, pois lá também tinha vacinação. Pasmem, aquela mãe informou que já tinha  ido ao local e foi informada que a geladeira estava quebrada e também não tinha vacina”.

CAOS NA SAÚDE III
Araken conclui o e-mail, alertando a população sobre os responsáveis pelo caos. “Tempos difíceis estamos vivendo, quando vamos ter vergonha dos nossos politicos?”. Lamentável é pouco.

ESPAÇO DO LEITOR I
Vice-Presidente do Conselho Comunitário do Bairro de Lagoa Nova, Magno Pegado, manda e-mail para a coluna. “Os moradores do bairro de Lagoa Nova descobriram, por acaso, que será construida pela CAERN uma Estação Elevatória de Esgotamento Sanitário em plena praça do bairro, vizinho a Igreja São Camilo de Léllis”.

ESPAÇO DO LEITOR II
Continua o e-mail. “A comunidade tentou por diversas vezes conhecer o projeto e a CAERN se negando a mostrar. Apenas informa que já se encontra em fase licitatória. Puro absurdo. A comunidade tem direito legal de conhecer o projeto para discutir sobre o impacto social e ambiental que essa obra causará. Se está se omitindo de tornar público é porque há algo de errado. CAERN, a comunidade exige transparência na obra”.

CULTURA
Os portões da Escola Doméstica de Natal estarão abertos no próximo dia 13 para a cultura potiguar. Com entrada franca, será realizado o lançamento do CD “Tonheca Dantas – o Andarilho das Eternas Melodias”, com músicas do compositor potiguar Tonheca Dantas interpretadas pela Filarmônica 11 de Dezembro, da cidade de Carnaúba dos Dantas.  O evento terá início às 18h30.

SEM FOLIA
Não há muito o que falar sobre as mais de três horas de atraso da primeira noite do Carnatal. A festa, que nem de longe lembra a folia de todos os anos, sobreviverá a 2013 sob a expectativa de no próximo ano retornar para os arredores do Arena das Dunas. Caso contrário, estará fadada a extinção, o que será ruim, de modo geral, para o Estado e sua economia.

GIRA MUNDO

O aquário (foto) que o governo Cid Gomes (Pros) constrói em Fortaleza terá um gasto adicional de R$ 16 milhões para a construção de uma usina termelétrica exclusiva, informa a Folha de S. Paulo de hoje. O valor se soma aos US$ 110 milhões (R$ 261 milhões) já orçados para erguer o aquário de 21,5 mil m² e 38 tanques, que pretende ser o quarto maior do mundo, com 15 milhões de litros de água. O projeto deve ser concluído em 2015.

 

Compartilhar: