Coca Cola treina catadores de materiais recicláveis que atuarão no Arena das Dunas

Iniciativa visa reciclar todo o lixo sólido produzido durante os jogos da Copa do Mundo no Brasil

Natal foi a primeira das 12 cidades-sede a iniciar o treinamento com catadores de materiais recicláveis. Ao todo, serão 70 catadores beneficiados. Foto: Wellington Rocha
Natal foi a primeira das 12 cidades-sede a iniciar o treinamento com catadores de materiais recicláveis. Ao todo, serão 70 catadores beneficiados. Foto: Wellington Rocha

Fernanda Souza

fernandasouzajh@gmail.com

Natal é a primeira capital, entre as doze cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, a iniciar o treinamento com catadores de materiais recicláveis que vão atuar na Arena das Dunas durante os quatro jogos que serão realizados em Natal. A iniciativa visa reciclar todo o lixo sólido produzido nos jogos da Copa do Mundo.

O treinamento é fruto da parceria entre a Federação Internacional de Futebol (Fifa) e a Coca Cola, que é a responsável pela ação de gerenciamento de resíduos sólidos da Copa do Mundo no Brasil, e beneficiará mais de 70 catadores da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis e Desenvolvimento Sustentável no RN (Coocamar/RN).

De acordo com Victor Bicca, diretor de Comunicação e Sustentabilidade da Coca Cola para a Copa do Mundo, a ação de coleta de materiais recicláveis teve como projeto piloto a Copa das Confederações. “Usamos o evento como teste nos 16 jogos e conseguimos 60 toneladas de material reciclável, um resultado muito expressivo. Além de estimular que os torcedores sejam coletores dentro do estádio e se tornem multiplicadores da prática, queremos estimular a coleta seletiva de lixo urbano nas 12 cidades-sede da Copa. Neste treinamento vamos focar na questão da segurança e do uso de equipamentos de proteção individual e queremos que a gestão de resíduos sólidos também seja no Padrão Fifa. Natal é a primeira cidade a ter o treinamento e vai servir de exemplo para as outras cidades-sede. Precisamos que a população participe porque todo mundo tem responsabilidade neste processo e a Copa é uma grande vitrine”, disse.

Ainda segundo Bicca, além da questão da reciclagem, a parceria da Coca Cola com a Fifa visa deixar legados na área de capacitação de jovens e estímulo da prática de exercícios físicos em comunidades.

Rosileide Manço, vice-presidente da Coocamar, reforçou a importância da parceria com a Coca Cola. “Nossa parceria é antiga e quando surgiu a oportunidade de fazer este trabalho encaramos com muita responsabilidade. Infelizmente os catadores são vistos com certa discriminação, somos até julgados, mas agora podemos mostrar ainda mais para a sociedade que somos capazes”.

Para Naelson Ferreira, que trabalha há um ano na coleta de material reciclável em bairros como Candelária, Pirangi e Tirol, o treinamento será um divisor de águas. “Esta é uma grande oportunidade para que eu possa me qualificar e ficar mais preparado para o meu trabalho”.

O treinamento realizado nesta quinta-feira (20), no auditório de um hotel em Ponta Negra, é a primeira de duas etapas, e consistiu na apresentação de um vídeo sobre gestão de resíduos sólidos, a atuação de catadores na Copa das Confederações, uso adequado dos equipamentos de segurança, comportamento dos catadores nos jogos e como será a dinâmica de trabalho dentro dos estádios. A outra etapa será a parte prática, que vai ser realizada no dia 28 de março na Arena das Dunas. Durante esta primeira etapa de hoje foram apresentados oficialmente os coletores especiais, divididos entre coletores orgânicos, recicláveis e caixas de papelão.

Em todo o Brasil, a expectativa é que 840 catadores de materiais recicláveis participem do treinamento para Gestão de Resíduos Sólidos. Após a coleta nos estádios, o material será encaminhado aos galpões das cooperativas e associações de cada cidade-sede, onde serão pesados, prensados e comercializados pela rede de cooperativas. A estimativa é que sejam produzidas cinco toneladas de lixo a cada partida da Copa do Mundo, sendo deste total, 40% de resíduos sólidos, que são passíveis de reciclagem.

Compartilhar:
    Publicidade