Colégio faz sabatina e estudantes colocam candidatos contra a parede

Aluno questiona fato de Henrique Alves criticar sistema após 11 mandatos na Câmara

Alunos do Ensino Médio puderam fazer perguntas livremente aos candidatos ao governo do Estado. Foto: Wellington Rocha
Alunos do Ensino Médio puderam fazer perguntas livremente aos candidatos ao governo do Estado. Foto: Wellington Rocha

Carolina Souza

acwsouza@gmail.com

 

Estudantes do Ensino Médio do Complexo Educacional Contemporâneo, escola da rede particular de Natal, tiveram a oportunidade de ficar frente à frente com os candidatos ao Governo do Estado que disputarão as eleições em outubro deste ano. De acordo com a direção geral da instituição de ensino, essa é uma das maneiras da escola contribuir com a formação do cidadão, dando condições dos jovens avaliarem e compararem as melhores propostas que estão sendo discutidas para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

“A política faz parte da nossa vida e das nossas escolhas como cidadãos. Nós, enquanto escola e enquanto educadores, temos a obrigação de colocar nossos jovens frente ao atual cenário político, do qual, a maioria deles, terá oportunidade de contribuir pela primeira vez na sua formação”, destacou Antônio Teófilo, diretor do Contemporâneo. “Hoje, quem está indeciso quanto ao voto que dará para governador, poderá sanar as dúvidas e decidir aquele que será melhor para o nosso Estado”, disse.

Dos cinco candidatos que disputam o cargo no Executivo Estadual, apenas Robinson Faria (PSD, atual vice-governador, não compareceu à sabatina devido agenda eleitoral que está sendo cumprida no município de Mossoró. Entretanto, o candidato à vice-governador da chapa, Fábio Dantas (PCdoB), dividiu o espaço entre os estudantes com os concorrentes no pleito: Araken Farias (PSL), Henrique Eduardo Alves (PMDB), Robério Paulino (PSOL) e Simone Dutra (PSTU).

A estudante Elis Ribeiro, 16, disse que a iniciativa da escola irá ajudar ela a decidir seu voto. “O mais importante disso é que nós estamos tendo a oportunidade de conhecer os candidatos e vê-los falando diretamente para nós, com foco nos nossos interesses. Sei que precisamos de uma reforma política. Com esse debate, poderei decidir sobre aquele que deverá trazer mudanças à população, conseguindo comandar melhor o Estado”, afirmou.

Um dos pontos fortes do debate foi proporcionado por Thiago Beserra, estudante do 3º ano do Ensino Médio. Em pergunta direcionada ao candidato Henrique Alves, que tem 44 anos de mandato como deputado federal, o jovem questionou o fato de o candidato criticar o atual sistema público de educação, mesmo sendo “conivente” com esse sistema devido o cargo que ocupa na Câmara Federal há 11 mandatos.

“Se eu pudesse escolher uma pergunta dentre todas essas que estão feitas por vocês, escolheria essa sua”, destacou Henrique em resposta a Thiago. “Fico feliz em poder participar desse debate. Não sei se teria outra oportunidade de questioná-lo sobre isso”, disse o estudante a O Jornal de Hoje. “Estou gostando da postura dos candidatos, pois não está havendo partidarismo nas discussões. Eles estão mostrando suas ideologias propositivas e isso é fundamental para decidirmos nosso voto”, destacou.

Para os candidatos, a importância do debate com estudantes deveria ser ampliada entre as outras instituições de ensino. “A escola proporciona esse momento, os alunos têm a oportunidade de conhecer os problemas, compreender como funciona a máquina pública e assim escolher corretamente em quem votar”, afirmou Robério Paulino.

Fábio Dantas parabenizou a escola e destacou o fato de todos os candidatos, juntos, estarem discutindo políticas públicas voltadas para a educação. “Debatendo nossas propostas voltadas para a educação, podemos destacar melhorias que cada um está disposto a fazer em prol das políticas públicas”, disse.

“Aqui está o futuro do Rio Grande do Norte. Esse debate não é só para nós falarmos, mas para ouvirmos também. Temos que ter humildade, pois não somos donos da verdade. É sempre bom aprender com jovens e melhorarmos no futuro”, afirmou o candidato Henrique Eduardo Alves.

Araken Farias destacou que os estudantes precisam crescer com a consciência de que as eleições são importas para o país. “É preciso conhecer os candidatos e as propostas para que eles ajudem o país e o Estado a fazerem as melhores escolhas”, disse. Simone Dutra destacou que essa iniciativa da escola poderia ser ampliada para os alunos da rede pública.

“São os alunos da rede pública que mais carecem das políticas públicas para a Educação. Seria muito bom se pudéssemos participar de debates com eles também. Esta escola está de parabéns em proporcionar tamanho debate”, afirmou.

Compartilhar: