Coluna Esplanada reforça equipe de política d’O Jornal de Hoje

Jornalista vai assinar coluna no portal de notícias do JH on line

Leandro Mazzini passa a assinar Coluna Esplanada no JH, sobre política nacional. Foto: Divulgação
Leandro Mazzini passa a assinar Coluna Esplanada no JH, sobre política nacional. Foto: Divulgação

O portal d’O Jornal de Hoje ganhou um reforço “de peso” na área da política: a coluna Esplanada, idealizada pelo jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB, Leandro Mazzini, estreia em janeiro, ampliando o número de notícias e comentários sobre a política nacional. Começando na área em 1994, escrevendo para jornais da Zona da Mata de Minas e, depois, para o Jornal do Brasil em 2000, Mazzini também passou pelas redações da Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, entre outros.

Em Brasília, assinou o Informe JB de 2007 a 2011 e foi colunista do JB e da Gazeta. Apresenta o programa de debate político ‘Frente a Frente’, às terças, na Rede Vida de Televisão. Além disso, é comentarista do Telejornal da Vida no mesmo canal, de segunda a sexta. Autor dos livros de crônicas O espelho da vida (1999) e Corra que a política vem aí (2010), este último com prefácio de Cony e apresentação de Murilo Melo Filho.

Nesta entrevista com o “reforço” de política do JH, Leandro Mazzini fala um pouco sobre sua experiência e o estilo da coluna dele. “Falo com meus colaboradores e amigos que em Brasília, a meca do Poder nacional, a notícia sempre está a jato e o jornalista de ultraleve. Se não souber pilotar e não aproveitar o vento a favor, perde tudo”, analisa. Com vocês, Leandro Mazzini:

1) Há quanto tempo existe a coluna Esplanada? Como surgiu a ideia?

A Coluna foi lançada dia 1º de Dezembro de 2011, com o objetivo de levar bastidores das notícias dos 3 Poderes a jornais de capitais e interior. Foi lançada após descobrir que havia – e ainda há – alta demanda por este tipo de noticiário exclusivo pelos bons jornais que se preocupam em levar as notícias importantes de Brasília para seus leitores.
2) Qual a principal linha da coluna, que tipo de leitores tem?

Jornalismo independente, noticioso e exclusivo são as palavras-mestras do editor e equipe, para levar um diferencial para os leitores. Não mensuramos o tipo de leitor. Buscamos sempre publicar em conceituado jornal de cada capital, como no caso do JH. Hoje a coluna é reproduzida em jornais de 22 capitais, no UOL e na revista Voto.

3) Você atualiza a coluna sozinho ou tem ajuda de colaboradores?

Como editor, coordeno todo o processo. Tenho equipe com estagiária, no escritório em Brasília, um repórter no Congresso Nacional – onde compareço todas as semanas – e um em SP, por ser o eixo financeiro-político do país.

4) Como é o desafio de cobrir os bastidores da política em Brasília?

Falo com meus colaboradores e amigos que em Brasília, a meca do Poder nacional, a notícia sempre está a jato e o jornalista de ultraleve. Se não souber pilotar e não aproveitar o vento a favor, perde tudo. É um trabalho diário, sem hora, porque a notícia não está apenas no contato com os parlamentares e fontes, mas na visão peculiar do repórter sobre o que é notícia no cotidiano que o rodeia.

5) Quais deputados e/ou senadores potiguares conhece?

Conheço a maioria, a começar pelo presidente da Câmara, embora não haja convívio diário, pelo fato de não priorizarmos uma ou outra bancada, e sim nos relacionarmos com todos. Pelo ofício, lidou com dezenas de deputados e senadores diariamente, desde que fazia o Informe JB.

6) Como surgiu o interesse de fazer parte da equipe d’O Jornal de Hoje?

Fazemos uma prospecção em todo o país, viajo, conheço editores, pesquiso pessoalmente o panorama e potencial de cada jornal, a diagramação, o estilo de cobertura, e ofereço para aqueles que não têm este tipo de coluna ou que me interesse pela imagem de bom jornalismo que tem na praça, após pesquisa com cidadãos locais. Tenho contatos em todas as capitais. O JH foi muito bem recomendado por dois contatos meus potiguares. Curiosamente Natal é a única capital do Nordeste que não conheço, região na qual investi muito. A Coluna , com Natal, agora é reproduzida em todas as capitais da região. Ainda visitarei a cidade em 2014.

7) Qual o diferencial da coluna Esplanada?
A ideia é levar aos leitores de todas as capitais algo que seja nacional, mas que também lhes interesse localmente, porque todas as decisões em Brasília refletem direta ou indiretamente na vida dos brasileiros.

Compartilhar: