Colunista culpa ‘esquema’ da CBF com TV Globo pela ‘decepção do Brasil’

Luciano Huck, Mumuzinho e repórteres tiveram acesso quase livre ao local

5y54y22y

Crítico respeitado na imprensa esportiva brasileira, o colunista Cosme Rímoli detonou a Seleção Brasileira após o vexame desta terça-feira (08), quando o Brasil foi goleado pela Alemanha no Mineirão, em Belo Horizonte.

Em um texto, o jornalista atribui o fracasso do Brasil à invasão que a Globo fez na Granja Comary – Luciano Huck, Mumuzinho e repórteres tiveram acesso quase livre ao local – e como a emissora detentora dos direitos de transmissão da Copa “iludiu” o telespectador.

Leia a crítica na íntegra:

“O Brasil pagava o preço por sua soberba, por acreditar ter um potencial maior que jamais teve. Por se deixar levar pela politicagem da CBF. A entidade ofereceu a pior concentração entre as 32 seleções. A granja Comary onde o treinamento secreto não existe. Enquanto os alemães construíram seu ‘bunker’ inexpugnável na Bahia. Organização vergonhosa.

O maior vexame da história do futebol brasileiro. A Seleção pagou o preço do amadorismo com que se preparou para a Copa. Derrota por 7 a 1 para a Alemanha. Que comece logo o novo ciclo…

O que se viu em campo era o resultado das invasões de Luciano Huck depois do aquecimento. Mumuzinho entrando para abraçar Neymar durante o primeiro coletivo. As informações como escalação da Seleção sendo anunciadas no ‘Jornal Nacional’ pela Patricia Poeta. A parceria com a TV Globo foi um dos grandes motivos do desastre.

A emissora que tem o monopólio do futebol no Brasil fez questão de passar a imagem de uma seleção imbatível. Iludiu a população. Atrapalhou o quanto pôde e o quanto não pôde. Tudo por conta de Marin, que desejava ficar bem com a emissora.

O amadorismo na preparação seria pago da maneira mais cruel possível. Os alemães que não tinham nada a ver com a manchete do Jornal Nacional, continuavam a jogar sério, mostrar sua preparação séria para tentar ganhar a Copa.”

 

Fonte: iG

Compartilhar:
    Publicidade