Com fãs VIPs e medo de bomba, Seleção Alemã chega discreta ao Rio

Um pequeno grupo de argentinos também esteve presente, gritaram o nome do país, mas a atitude foi pacífica e não gerou nenhum tipo de confusão na porta do hotel

Mais cedo, Alemanha se despediu da Bahia, onde ficou hospedada durante toda a Copa do Mundo. Foto: Divulgação
Mais cedo, Alemanha se despediu da Bahia, onde ficou hospedada durante toda a Copa do Mundo. Foto: Divulgação

Nada de recepção calorosa, como outras seleções já experimentaram em suas passagens pelo Rio de Janeiro. No fim da noite desta sexta-feira, e na sequência de uma forte chuva, a delegação da seleção alemã teve chegada discreta e pouca presença de fãs a dois dias da final da Copa do Mundo, contra a Argentina, no Maracanã.

Hospedada agora em um dos hotéis mais caros do Rio de Janeiro, no Morro do Vidigal, a Alemanha contou com a presença de alguns alemães – cerca de 40 – que em sua maioria também têm reservas no mesmo local, os chamados torcedores VIPs. Não houve músicas ou cartazes, em recepção totalmente oposta ao que a finalista contou em sua saída de Santa Cruz de Cabrália, na Bahia, no início desta noite.

Alguns brasileiros também compareceram na porta do hotel e foram atendidos com muita simpatia pelos jogadores da seleção. Bastian Schweinsteiger foi um dos mais atenciosos, distribuindo autógrafos e tirando fotos com quase todos os torcedores. Um pequeno grupo de argentinos também esteve presente, gritaram o nome do país, mas a atitude foi pacífica e não gerou nenhum tipo de confusão na porta do hotel.

Receosa, a segurança feita para os alemãs se encarregou de reforçar os procedimentos de inspeção sobre todos os carros que se aproximaram do hotel. Um aparelho específico foi destinado para filtrar eventuais entradas de bombas no ambiente, mas nenhum episódio fora do normal foi registrado.

Agora instalada no mesmo Rio de Janeiro onde venceu a França nas quartas de final, a Alemanha fará treinamento em São Januário na tarde de sábado. A final da Copa do Mundo contra a Argentina está marcada para as 16h (de Brasília) do domingo.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade