Com pouco futebol, arenas da Copa tentam faturar até com casamento coletivo

Cidades sem times de tradição buscam alternativas para levar público aos estádios

Arena Pantanal vai receber Bragantino x Corinthians esta semana. Foto: Divulgação
Arena Pantanal vai receber Bragantino x Corinthians esta semana. Foto: Divulgação

Cultos religiosos, shows musicais e até casamentos têm movimentado algumas das arenas utilizadas durante a Copa do Mundo na ausência de futebol. É o caso do Estádio Nacional, em Brasília, que recentemente recebeu um casamento coletivo com cerca de 100 noivos e noivas participantes de um programa do governo do Distrito Federal para casais de baixa renda.

Futebol, o gramado do Mané Garrincha só viu em duas ocasiões após o Mundial, quando o Botafogo venceu o clássico carioca diante do Fluminense, no último dia 17, e dias depois quando o Vasco da Gama perdeu para o Vila Nova em jogo da Série B.

Segundo dados fornecidos pela Coordenadoria de Comunicação para a Copa do Distrito Federal, desde a sua inauguração, em maio de 2013, o Estádio Nacional já atraiu cerca de 1,3 milhão de pessoas em 55 eventos; foram 39 partidas de futebol, cinco shows e onze cerimônias institucionais.

Atualmente, Brasília possui times somente na quarta divisão nacional: Brasiliense e Luziânia.

AGENDA MANÉ GARRINCHA

5/9 Steve Aoki

7/9 Futsal: Brasil x Argentina

13 a 15/9 Exposição Oscar Niemeyer

11/10 Jorge & Mateus, Gustavo Lima e Wesley Safadão

2/11 DJ Avicci

29/11 Festival Sertanejo

Em Manaus, desde Suíça x Honduras, ainda na primeira fase da Copa do Mundo, a bola não rola na Arena da Amazônia. Já são quase três meses sem futebol no palco que custou mais de R$ 600 milhões aos cofres públicos. Na última sexta-feira (22), não foi nenhum craque, mas a cantora Ivete Sangalo quem tratou de levar público ao local.

De acordo com a assessoria de imprensa da administradora do estádio, somente em meados de setembro é que Vasco x Oeste, pela Série B, contemplarão os torcedores do esporte bretão. Para outubro e novembro estão previstos outros dois jogos da quarta divisão do Brasileiro.

A dificuldade se agravou porque Nacional e Princesa do Solimões, as duas equipes representantes de Manaus na Copa do Brasil, foram eliminadas ainda na segunda fase do torneio por Corinthians e Santos respectivamente.

Enquanto isso, mais alguns shows de música, incluindo uma estrela internacional, estão programados para acontecer no local nos próximos meses. O aluguel do estádio varia entre R$ 40 mil (para uso exclusivo do pódio, como é chamada a praça que circunda estádio) e R$ 160 mil para a locação de todos os espaços da Arena da Amazônia.

AGENDA ARENA DA AMAZÔNIA

4/9 Malta e Jota Quest

12/9 Louvarei

16/9 Vasco x Oeste

23/10 Natiruts e Capital Inicial

Mesmo sem um time grande em Mato Grosso, Cuiabá vive outra situação. Ainda que não tenham sido jogos da elite do futebol brasileiro, a Arena Pantanal já foi palco de sete jogos após a Copa do Mundo. No entanto, o público pagante de todas as partidas ainda é inferior a capacidade máxima do estádio. Mas isso deve mudar na próxima rodada, quando Bragantino x Corinthians farão o primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil e a Arena deverá ter casa cheia.

A opção em mandar jogos longe de casa tem sido uma lucrativa fonte de receita para diversos clubes em crise. O Bragantino, por exemplo, ao optar em jogar longe do Estádio Nabi Abi Chedid vai faturar cerca de R$ 1 milhão em Cuiabá.

Outra alternativa para faturar mais alto é a realização de rodadas duplas, como tem ocorrido. A empresa que administra a Arena Pantanal já usou o artifício em duas ocasiões: Operário x Tombense e Cuiabá x CRB levaram mais de 11 mil torcedores, enquanto que Luverdense x Náutico e Cuiabá x Fortaleza tiveram 12.336 espectadores. Para uma cidade onde a maioria da população torce por times de outros estados, o público é razoavelmente bom. Mais duas rodadas duplas estão na programação.

A exemplo de outras Arenas, show também acontecem no local. Recentemente a banda O Rappa levou cerca de 9 mil pessoas a área externa do estádio.

AGENDA ARENA PANTANAL

27/8 Bragantino x Corinthians

31/8 Operário x Barueri

31/8 Cuiabá x ASA

13/9 Cuiabá x Botafogo-PB

13/9 Luverdense x Ponte Preta

Fonte: R7

Compartilhar: