Com salários em dia, Sheik vem socorrendo atletas do Botafogo

Para treinador alvinegro, vencimentos do atacante, que são pagos pelo Corinthians, não interferem no dia a dia do clube

Vagner Mancini defende salário em dia de Sheik. Foto: Divulgação
Vagner Mancini defende salário em dia de Sheik. Foto: Divulgação

O técnico Vagner Mancini revelou que Emerson Sheik tem ajudado financeiramente jogadores do Botafogo, que sofrem com salários atrasados. A declaração foi dada pelo treinador para defender o atacante, que recebe em dia, enquanto os companheiros estão com alguns meses de atrasos. Na opinião do comandante, o fato de ter esta diferença não interfere no dia a dia do clube e na relação do grupo com Sheik.

“O Emerson socorre alguns jogadores financeiramente e é bom que todos saibam disso. O que ele tem hoje é fruto de anos e anos de batalha para chegar nessa situação. Se ele recebe de forma diferente dos outros não é um problema, pois só dessa forma ele poderia estar com a gente”, afirmou Mancini, em entrevista à Rádio Globo.

 

Enquanto o elenco do Botafogo convive com salários atrasados, Emerson Sheik recebe em dia do Corinthians – por um acordo feito antes de vir para General Severiano – por quem está emprestado ao Glorioso até o fim do ano. Sem receber, os jogadores têm se manifestado constantemente. O último protesto foi no domingo, quando o time entrou em campo com uma faixa expondo os problemas vivido por eles. Mancini disse que tinha conhecimento da manifestação antes do clássico contra o Flamengo, mas que considerou melhor não intervir. Segundo ele, a falta de pagamentos tem influenciado negativamente o trabalho no clube.

“Vivemos uma situação atípica, há muito tempo que eu não vivia uma situação de atraso tão grande. Isso tem causado um desgaste muito grande em todos os setores do Botafogo. Qualquer ser humano com cinco meses de salários atrasados tem dificuldade de se concentrar no jogo. Eu sabia da faixa e não dei opinião porque era uma decisão deles”, disse o treinador.

Por causa da faixa levada ao campo no domingo, nesta terça-feira pela manhã, o elenco se reuniu com o diretor Wilson Gottardo, que considerou desnecessária a citação dos problemas financeiros do clube. Em entrevista coletiva, Carlos Alberto disse que o encontro foi bom. Segundo ele, apesar dos problemas, o clima entre todos é muito bom. O apoiador revelou ainda que além de Sheik, outros jogadores têm ajudado funcionários do clube que também estão sem receber.

“Desde que eu cheguei aqui, eu me senti tão bem, fazia bem. Não é só o Sheik, tem outras pessoas que ajudam também os funcionários. Com todas essas dificuldades eu tenho visto o comprometimento de todos, imagina quando tiver uma luz no fim do túnel. O maior patrimônio que o Botafogo pode ter hoje é um ambiente desse jeito”, disse.

Fonte: Lancenet

Compartilhar: