Com torcida liberada, Atlético-PR e América se enfrentam na Baixada

Duelo será o primeiro do estádio com capacidade máxima desde o início da reforma para a Copa do Mundo. Furacão precisa de goleada para avançar na Copa do Brasil

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Histórico. Assim será o duelo entre Atlético-PR e América-RN, que se enfrentarão nesta quarta-feira, a partir das 19h30, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O palco do jogo será a Arena da Baixada, que finalmente receberá um jogo do Furacão com a presença da torcida e capacidade máxima, o que não acontece desde o Brasileirão de 2011, quando derrotou o rival Coritiba, mas acabou rebaixado. E o Rubro-Negro espera que o estádio seja um trunfo, pois precisa de uma vitória por quatro gols de diferença para avançar de fase na competição – perdeu o jogo da ida, em Natal, por 3 a 0. 

Desde o fechamento da Arena para a reforma visando à Copa do Mundo, o Atlético teve dez “casas” diferentes – as principais foram Vila Capanema e Ecoestádio. Antes do Mundial, o estádio recebeu dois eventos-teste, mas apenas um seleto grupo de sócios acompanhou os jogos contra J.Malucelli e Corinthians. A Arena ainda recebeu os últimos quatro jogos do Furacão como mandante no Brasileirão, mas sem torcida – ainda como punição pelos incidentes no Atlético-PR x Vasco do ano passado. Hoje, a história será diferente: a torcida está presente.

A tendência é que o técnico Leandro Ávila mantenha o Furacão com Marcelo e Cléo no ataque. A dúvida está no meio: três volantes ou Nathan auxiliando Marcos Guilherme na criação das jogadas. As ausências são: o meia Bady, que já defendeu o São Bernardo nesta Copa do Brasil, e dupla que está com a Seleção Brasileira Sub-21: o zagueiro Léo Pereira e o atacante Douglas Coutinho.

Já o América-RN conta com o retorno de Marcelinho na lateral direita. Já quem voltou a ter condições de jogo foi o volante Jean Cléber, recuperado de uma fratura. Ele vem treinando, foi relacionado e está à disposição do técnico Oliveira. Rodrigo Pimpão, vice-artilheiro da Série B com 10 gols, está confirmado. E ele deverá ter Max ao seu lado no ataque. O centroavante havia agredido Pimpão após a derrota do América para o Paraná, pela Série B, ficaria de fora do jogo, mas pediu desculpas ao companheiro, sendo relacionado.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X AMÉRICA-RN

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data-hora: 3/9/2014 – 19h30
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Auxiliares: Neuza Inês Back (Fifa-SC) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

ATLÉTICO-PR: Weverton, Sueliton, Dráusio, Cleberson e Natanael; Deivid, Otávio, Paulinho Dias (Nathan) e Marcos Guilherme; Marcelo e Cléo – Técnico: Leandro Ávila.

AMÉRICA-RN: Andrey; Marcelinho, Cléber, Lázaro e Arthur Henrique (Wanderson); Tiago Dutra, Fabinho, Val (Jean Cléber) e Morais; Rodrigo Pimpão e Max – Técnico: Oliveira Canindé.

Fonte: Lancenet

Compartilhar:
    Publicidade