Combate à exploração sexual de crianças e adolescentes estará presente no Clássico

Na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, houve um aumento de 40% no número de pessoas que sofreram exploração sexual. E existem previsões semelhantes para o Brasil.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A paz e a rivalidade estarão presentes no Clássico entre América e ABC neste sábado (03), pela Série B do Campeonato Brasileiro. Mas um componente diferente também entrará em campo para o duelo maior do futebol potiguar: a responsabilidade social. O Selo Copa Legal mais uma vez passará pelo gramado do estádio potiguar da Copa do Mundo.

Assim como na decisão do Campeonato Estadual entre América e Globo, ações do Copa Legal, projeto de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes na Copa do Mundo, vão expor a importância da prevenção contra a violação de direitos. Uma faixa destacando a importância da denúncia circulou antes do início da partida e no intervalo da decisão.

A iniciativa faz parte da parceria entre a Frente Parlamentar Estadual da Criança e Adolescente, da Assembleia Legislativa, e a Federação Norte-Riograndense de Futebol (FNF) que reforçam a necessidade de ações de conscientização e educação para minimizar os impactos negativos do mundial de futebol no estado.

Na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, houve um aumento de 40% no número de pessoas que sofreram exploração sexual. E existem previsões semelhantes para o Brasil.

“Num intervalo de dois anos, o nosso país vai receber dois grandes eventos mundiais, a Copa e as Olimpíadas, em 2016. Apenas na Copa, o Brasil receberá uma média de 600 mil turistas. Vamos mostrar que somos um povo acolhedor, mas que não iremos tolerar a violação de direitos. Queremos o legado humano da Copa”, declarou a presidente da Frente Parlamentar, a deputada estadual Márcia Maia.

O presidente da FNF, José Vanildo, destacou a importância do projeto e disse que a entidade representativa do futebol potiguar aceitou ser parceiro do Copa Legal por compreender o papel social e de responsabilidade da Federação não apenas com o futebol, mas com os benefícios que o esporte pode oferecer.

“A Federação é uma entidade que tem responsabilidade social e não podemos nos furtar a colaborar com essa iniciativa tão valorosa. A Copa precisa ser de todos e, por isso, a FNF estará presente nessas ações para defender as crianças através do esporte”, pontuou.

Rede de parceiros

A iniciativa Copa Legal já conta com 25 parceiros no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. A ação reúne proprietários e representantes de bares, restaurantes, hotéis, agências de viagem e empreendimentos ligados ao turismo que já assinaram uma carta-compromisso com diretrizes para minimizar os impactos negativos – como a exploração sexual de crianças e adolescentes – durante o Mundial de Futebol a ser realizado no país em 2014.

O Selo será conferido, no período que antecede a Copa do Mundo, aos estabelecimentos que cumprirem as metas propostas pelo documento. A ação é uma iniciativa da Frente Parlamentar Estadual da Criança e do Adolescente e uma realização da Assembleia Legislativa do RN.

O material educativo a ser distribuído entre os parceiros com a população deve ser entregue nas próximas semanas. O documento contém orientações sobre como combater a exploração sexual em seu estabelecimento. Caso atendam os critérios previstos no documento, tais empreendimentos receberão o selo neste mês de maio, antes da Copa do Mundo.

Confira a lista de parceiros:

Entidades representativas
Associação Brasileira de Bares, Restaurantes e Similares (ABRASEL-RN);
Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV);
Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH-RN);
Sindicato dos Trabalhos, Bares e Restaurantes do RN (SINTERBARN);
Federação Norte-Riograndense de Futebol;

Bares e Restaurantes
Bar do Bidoca;
Tia Neuza;
Sal e Brasa;
Camarões;
Fogo e Chama;
Decky Bar;
Pinga Fogo;
Tábua de Carne;

Hotéis
Praiamar;
Holliday Inn;
Ocean Palace;
Pirâmide Natal Hotel;
Hotel Vila do Mar;
Rede Paradise (Araça Hotel, Ponta Negra Hotel, Blue Marlin, Pipa’s Bay e Paradise Hotel);

 

Compartilhar: