Começa corrida às livrarias para compra do material escolar

Pais tiveram que interromper suas férias antecipadamente para ir em busca dos materiais

Com antecipação do início do ano letivo, expectativa é que movimento nas livrarias aumente ainda mais até a próxima semana. Foto: Wellington Rocha
Com antecipação do início do ano letivo, expectativa é que movimento nas livrarias aumente ainda mais até a próxima semana. Foto: Wellington Rocha

Mais um ano começou e a corrida às livrarias e papelarias para a compra do material escolar também já iniciou. Neste ano, as escolas públicas e particulares anteciparam o início do ano letivo por causa da Copa do Mundo 2014, fazendo com que as férias escolares coincidam com o mês dos jogos no País. Para muitos pais, essa antecipação não alterou suas rotinas, mas para outros essa mudança não foi boa.

A terapeuta ocupacional Fernanda Lisboa não gostou dessa antecipação, pois para ela a Copa não deveria interferir assim na vida das pessoas. “Não gostei porque não temos nada a ver com essa Copa. É um absurdo parar tudo por isso. O bom é que sempre me programo antes para fazer essas compras do material escolar. Se não fosse isso, iria interferir no meu bolso”.

O movimento nas livrarias da cidade mostra que a procura pelo material escolar já começou e os pais tiveram que interromper suas férias antecipadamente para ir em busca dos materiais dos filhos.

Para o gerente da loja Iskisita Atacado, Odilon Soares, a expectativa é que as vendas aumentem em relação ao ano anterior. “Em relação ao ano passado tivemos uma semana cheia. A princípio pensávamos que o movimento só iria aumentar depois do feriado do dia seis, mas não, muita gente antecipou as compras do material escolar, e essa semana com certeza o fluxo vai aumentar ainda mais. A expectativa é que nossas vendas aumentem em 20%. Em função disso estamos com a carga máxima de estoque e de funcionários para atender melhor os clientes”, afirmou Odilon Soares.

Para muitos pais, a antecipação do início das aulas exigiu a readequação do orçamento familiar. Foi o que aconteceu com a funcionária pública Ivani Florêncio. “A antecipação do início das aulas interferiu no sentido de ter que vir mais cedo comprar o material. Foi entrando de férias e tendo que vir correndo comprar esse material, sem falar que tivemos que readequar o orçamento. O material escolar está muito caro, cada ano que passa fica mais caro e ainda tenho que ir atrás dos livros”.

Em relação ao ano passado, a reclamação dos clientes gira em torno dos preços dos materiais, que só fazem aumentar. Consumidores reclamam que os preços das mochilas e dos livros didáticos são os que mais sofrem reajuste.

O Procon alerta os pais na hora de comprar o material escolar dos filhos. “Os pais devem fazer um planejamento escolar e financeiro. Devem buscar empresas conhecidas no mercado e exigir a nota fiscal dos produtos para efeito de garantia dos materiais”, disse o coordenador geral do Procon RN, Ney Lopes Júnior, que informou ainda que dúvidas ou denúncias sobre preços abusivos podem ser feitas no telefone 151 ou no e-mail rnconsumidor@gmail.com.

 

Confira abaixo cinco dicas para realizar uma boa compra do material escolar de seu filho:

1. Realizar as compras de materiais escolares em conjunto com outros pais, o que dará maior chance para negociar menores preços. Para isso, basta juntar duas ou três famílias com filhos nas mesmas séries.

2.  Levantar todo o material escolar que sobrou no ano anterior, separando o que pode ser reaproveitado ou não, nessa hora é importante lembrar que as trocas de livros didáticos entre alunos de séries diferentes representam grande economia.

3. Não se deixar levar somente pelos desejos dos filhos. Eles são influenciados pelos amigos e pelo marketing publicitário, por isso vão querer sempre produtos da moda e que contenham imagens de artistas ou personagens de sucesso, o que faz com que os preços desses produtos fiquem muito mais caros.

4.  Na hora da compra é fundamental saber falar e se expressar, buscando a melhor opção de pagamento. Para isso, a disciplina é fundamental, seguindo todo um ritual de compra, com uma boa abordagem, para que a obtenção do melhor preço ocorra de forma segura e inteligente, sempre faça a pergunta, quanto custa este produto à vista? Isto ajudara muito.

5.  Recicle materiais, além de ser uma forma de economizar também desenvolve o espírito lúdico das crianças, para isso, basta pegar os materiais mais desgastados e dar a eles uma nova vida, juntar folhas de cadernos usados, construir uma capa nova, etc.

 

Compartilhar: