Comércio de Natal fica no prejuízo incalculável com a greve dos rodoviários

Sem transporte, população natalense não vai às compras e comerciantes já amargam perdas significativas

trhrty54

Os shoppings de Natal irão mudar os horários de funcionamento durante os jogos da seleção brasileira pela Copa do Mundo. De acordo com uma análise feita por empresários do setor, o comércio vem registrando uma movimentação muito fraca depois dos jogos. A grande responsabilidade pela queda na movimentação, conforme anunciado pelo Sistema Fecomércio, é a greve dos ônibus na cidade, que está afetando a mobilidade dos usuários.

“Vimos que grande parte da responsabilidade pelo menor movimento pós-jogos se deve ao fato de que a determinação judicial, de manter até 90% da frota em circulação, não vem sendo respeitada e a quantidade de ônibus em circulação na cidade tem sido ínfima, incapaz de atender à população”, explica Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio RN.

Em reunião realizada na manhã de segunda-feira (16), representantes da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL-Natal), dos shoppings da cidade, do Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços do RN e das associações Comercial do RN e dos Empresários do Bairro do Alecrim (Aeba) argumentaram que a questão da greve dos Rodoviários é o ponto mais preocupante para o comércio.

Segundo as entidades, o comércio natalense tem arcado com imensos prejuízos em virtude da falta de ônibus. “Estamos em um momento em que deveríamos estar faturando alto. Nos preparamos para a Copa e agora temos que arcar com estes prejuízos. A forma como a greve vem sendo conduzida, está nos impingindo”, disse o diretor da CDL Natal, Afrânio Miranda.

Sobre os horários de funcionamento do comércio, o grupo decidiu que nos dias de jogos no estádio Arena das Dunas, em Natal, por enquanto nada irá mudar. Já nos dias de jogos da Seleção Brasileira, os shoppings, que antes estavam fechando uma hora antes e reabrindo uma hora depois de cada partida da seleção, irão divulgar abertura facultativa para suas lojas após as partidas. “Apenas as praças de alimentação irão retomar suas atividades”, disse Marcelo Queiroz.

O comércio de rua de Natal continuará fechando duas horas antes do início de cada partida do Brasil e não reabrindo após o seu término. Marcelo Queiroz marcou para esta terça-feira, 17 de junho, na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), audiências de todos os representantes do Comércio e Serviços que estão acompanhando o assunto. As audiências serão realizadas na presença do desembargador José Rêgo Júnior e do vice-presidente do TRT-RN, desembargador Carlos Newton de Sousa Pinto.

“Vamos fazer um apelo para que façam cumprir a Legislação, mantendo uma parte considerável da frota de ônibus em circulação de forma a reduzir nossos prejuízos enquanto durar a greve dos Rodoviários”, disse Queiroz.

 

Compartilhar:
    Publicidade