Companhia de seguros quer faixas exclusivas para motoristas mulheres

Proposta se baseia em dados sobre acidentes de trânsito no país

Mulheres sofrem mais acidente graves que homens no Reino Unido. Foto: Divulgação
Mulheres sofrem mais acidente graves que homens no Reino Unido. Foto: Divulgação

Uma companhia de seguros do Reino Unido apresentou uma proposta que deve causar polêmica no país: criar faixas exclusivas para motoristas mulheres nas ruas e estradas britânicas. A iniciativa se chama PinkZones, ou Zonas Rosas, em português.

Segundo a medida sugerida pela seguradora Sheilas’ Wheels, nos trechos de vias mais perigosos haveria uma separação entre os sexos feminino e masculino, e as áreas reservadas para as condutoras seriam identificadas por um revestimento especial rosa.

A empresa se baseou em dados divulgados pelo DFT (Departamento para os Transportes do Reino Unido), que apontam para uma maior vulnerabilidade das mulheres no volante. De acordo com o órgão, em 2012, os incidentes automobilísticos no país envolveram 114.190 motoristas masculinos e 70.470 femininas.

No entanto, os primeiros sofreram lesões graves em 38% dos casos, e as segundas, em 53%.

Se aprovada, a ideia certamente diminuiria os gastos com sinistros da Sheilas’ Wheels, empresa que tem as mulheres como público alvo, embora também venda apólices para homens.

Fonte: R7

Compartilhar: