Complexo Viário de Natal e Binário ficarão prontos até o Mundial, afirma secretário

Com apenas 10% de execução, obra de acessibilidade das calçadas é a mais atrasada e não será entregue até maio

Os seis túneis, os dois viadutos, sendo um  estaiado, e as duas passarelas, já estão em  estágio avançado de execução.  Hoje, o trecho da Prudente de Morais, a partir da Amintas Barros, será estrangulado e ficará apenas com uma faixa. Foto: José Aldenir
Os seis túneis, os dois viadutos, sendo um estaiado, e as duas passarelas, já estão em estágio avançado de execução. Hoje, o trecho da Prudente de Morais, a partir da Amintas Barros, será estrangulado e ficará apenas com uma faixa.   Foto: José Aldenir

Roberto Campello

Roberto_campello1@yahoo.com.br

 

Apenas duas das três grandes obras de mobilidade urbana que estão sendo realizadas em Natal, de responsabilidade do Município, para a Copa do Mundo deverão ficar prontas até o Mundial, que será realizado no mês de junho. A principal obra, a construção do Complexo Viário de Natal, referente ao Lote 2, orçada em mais de R$ 222 milhões, é a única que está dentro do cronograma, com 48% da obra concluída a pouco mais de três meses do prazo final de conclusão. A construção do primeiro Binário de Natal (Lote 1), envolvendo as avenidas Capitão-Mor Gouveia e Jerônimo Câmara, está com 30% da obra concluída, bem abaixo da previsão inicial do cronograma. A obra de acessibilidade das calçadas e construção dos abrigos de ônibus é a que está mais atrasada, com menos de 10% de obra executada. Apenas cinco, dos mais de 55 quilômetros foram atingidos pelas obras de padronização.

Na manhã desta segunda-feira (17), o secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), Tomaz Neto, o secretário adjunto de Operação da Semopi, Caio Pascoal, e engenheiros responsáveis pela obra receberam a imprensa no canteiro de obras da construção do Complexo Viário de Natal. O secretário Tomaz Neto garantiu que as obras do Complexo Viário de Natal e o Binário ficarão prontos até o Mundial.

“Quando passamos aqui diariamente e vemos o ritmo acelerado das obras temos a certeza de que a obra ficará pronta até o dia 31 de maio. Estamos acompanhando estas obras de perto. Todas as semanas nós realizamos uma reunião com o prefeito [Carlos Eduardo], com as empresas responsáveis pelas obras e com a equipe da Semopi para tratar exclusivamente das obras e cobrar mais celeridade quando necessário”, afirmou o secretário Tomaz Neto. Hoje, às 16h, haverá, na Prefeitura de Natal, uma nova reunião para discutir sobre a mobilidade.

Aos poucos, o Complexo Viário de Natal, que está sendo executado pelo consórcio Queiroz Galvão e Ferreira Guedes, começa a ganhar forma. Os seis túneis, os dois viadutos, sendo um estaiado, e as duas passarelas, já estão em estágio avançado de execução. Hoje, o trecho da Prudente de Morais, a partir da Avenida Amintas Barros, será estrangulado e ficará apenas com uma faixa, para o escoramento do viaduto. A mesma coisa deve acontecer na BR-101, que passará a contar apenas com duas faixas, ao invés de três, na altura da Arena das Dunas, no sentido Centro-zona Sul, para que a obra de construção do viaduto possa avançar. A obra foi iniciada no final do mês passado e das 14 fundações, nove já estão prontas, em 15 dias.

As obras referentes ao Lote 1, executadas pela EIT, estão sendo realizadas parcialmente. O secretário afirma que os recursos estão assegurados, mas que apenas o binário ficará pronto antes do Mundial. Nas avenidas Capitão-Mor Gouveia e Jerônimo Câmara estão sendo feitas intervenções de esgoto, drenagem, abastecimento de água, rede de energia e capiação (telefonia). Além disso, a via terá uma faixa semiexclusiva de ônibus, com pavimento com 30 centímetros de espessura, com duração prevista para 50 anos de duração (diferente do pavimento utilizado na Avenida Bernardo Vieira).

As intervenções na Avenida Felizardo Moura e na BR-226, que também fazem parte do Lote 1, só deverão ser iniciadas após o Mundial, haja vista que sequer o projeto executivo foi iniciado. “A licitação para esse novo trecho já foi concluída, a empresa já foi contratada, mas não iniciaremos agora para evitar os transtornos no caminho para o novo aeroporto. Quando assumimos, esse trecho era o mais complicado, pois previa 525 desapropriações e muitas ações judiciais contra a obra que estava tornando-a inviável. Com isso, foi necessário um novo projeto, para minimizar as desapropriações”, destacou o titular da Semopi.

O atraso na construção do primeiro binário de Natal se deve por atraso no fornecedor de material, como a tubulação de drenagem e esgoto. O atraso deixou um trecho da obra parada por mais de 30 dias. “Os canos chegaram na semana passada e desde a última quarta-feira estamos em um novo ritmo. São três novas frentes de trabalho, mas mesmo assim precisamos correr contra o tempo e ser mais ágeis nas obras”, afirmou Tomaz Neto.

Lote 3

A padronização das calçadas é a obra de mobilidade urbana que está mais atrasada, dentre as em execução. O secretário já confirmou que as obras do Lote 3, que estão sendo executadas pelas empresas Crisal e LR Engenheria (Consórcio da Acessibilidade) não ficarão prontas até o mês de maio. Com isso, a Prefeitura traçou uma nova estratégia para garantir que, pelo menos, em um raio de dois quilômetros da Arena das Dunas, as calçadas sejam contempladas com as obras.

“Ainda há uma resistência muito grande por parte da população, pois não entendem que a calçada é passeio público. Vamos priorizar o entorno do estádio e depois continuaremos com as demais regiões. Vamos ter uma conversa com os representantes do consórcio responsável pela obra para cobrar mais celeridade e entender porque que eles não estão trabalhando aos sábados e tampouco no turno noturno”, destacou o secretário Tomaz Neto.

Compartilhar: