Concessionária de veículos admite queda de 70% nas vendas devido às obras na Prudente

Lojistas acumulam prejuízos desde o início das intervenções no entorno da Arena

Obras-no-entorno-do-Arena-das-Dunas-WR

Marcelo Hollanda

Repórter

Entre tantas pequenas empresas que tiveram a vida atrapalhada pelas obras de mobilidade no entorno da Arena das Dunas, uma em especial – a Nacional Veículos, concessionária Volkswagen – precisou de muita criatividade e paciência para suportar as dificuldade de se ver praticamente ilhada por máquinas e operários.

Inaugurada em 2000 pelo Grupo A. Cândido, que tem outras três lojas similares na cidade, como matriz e, portanto, concentrando áreas administrativas, a Nacional do bairro de Lagoa Nova, na zona Sul de Natal, viu despencar suas vendas em 70% nos últimos oito meses. “Foi uma queda gradativa, mas constante, iniciada poucas semanas depois dos inícios das obras de mobilidade”, disse o gerente comercial Erick Guilherme.

Desde então, ele e os 250 funcionários da unidade convivem com um tremido interno na loja, resultado do trabalho dos equipamentos pesados que constroem um viaduto a poucos metros de distância. Ele mostra vídeos capturados por celular de objetos vibrando numa mesa de trabalho, como se um terremoto estivesse acontecendo.

Para minimizar efeitos, o gerente iniciou um processo de treinamento para fazer dos atendentes e vendedores extra gentis, mais atenciosos do que seriam normalmente para compensar as dificuldades e deixarem os clientes um pouco mais satisfeitos. “Tivemos que nos esmerar ainda mais para compensar a falta de comodidade criada pelas obras”, afirmou o gerente.

Mesmo assim, visando não demitir pessoal, a empresa decidiu fazer pequenos remanejamentos para manter íntegro o funcionamento dos setores importantes e que servem toda a rede. Mas ele confessa que não tem sido nada fácil.

De fato, quem anda pela loja onde estão expostos os automóveis enviados pela fábrica, passa pela desagradável sensação de caminhar por um vulcão em erupção.

Segundo Erick, faz tempo que uma convenção do mercado de compra e venda de veículos estabelece a norma de que a cada 10 veículos negociados três devem ser vendidos. “Pois essa convenção deixou de existir aqui faz muito tempo por causa das obras”, acrescenta.

Segundo ele, para recuperar o terreno perdido junto aos clientes de Natal, que ele qualifica como “muito exigentes”, a loja de Lagoa Nova, que é a matriz da rede, precisará de no mínimo um ano. “Uma grande perda, sem dúvida”, finaliza.

As obras de mobilidade no entorno da Arena das Dunas devem atrasar, embora a prefeitura ainda não admita. Hoje, o JH ouviu operários que confirmaram esse atraso com a cabeça toda a vez que eram indagados a respeito.

Na saída do túnel que está sendo construído no local e que dá para a Avenida Prudente de Moraes, uma conhecida loja de fast food mudou completamente seus hábitos e pode ser visto nos fins de semana servindo café da manhã para muita gente faminta que volta da madrugada.

Compartilhar: