Confira aqui vários concursos públicos que abrirão 10 mil vagas esta semana

Sozinha, prefeitura do entorno de Brasília procura sete mil profissionais, enquanto estatal de serviços hospitalares quer 1.569 servidores e outros municípios, 628

Hand completing a multiple choice exam.

Concursos abertos nesta semana oferecem 10.159 vagas em todo o país. É o que mostra levantamento do Congresso em Foco. A quantidade é significativa. Isso porque, consideradas as últimas semanas, existem 31.633 oportunidades de se trabalhar na administração pública no Brasil. Ou seja: nos últimos sete dias foram abertas um terço das vagas atualmente disponíveis.

Só a prefeitura de Valparaíso de Goiás (GO), no entorno de Brasília (DF), procura 7.453 profissionais de nível médio e superior. O município grudado ao Distrito Federal precisa de pessoas para trabalharem como secretários e agentes escolares, assistentes de educação, professores de todas as áreas, desenhistas, técnicos em edificações, topógrafos, contadores, técnicos em laboratório, médicos e fisioterapeutas, biólogos, fonoaudiólogos, psicólogos e assistente sociais.

Os salários chegam a, no máximo, R$ 2.381,36 por mês. As inscrições vão até 25 de maio. As provas acontecerão em 22 de junho.

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) abriu duas seleções em busca de 1.569 servidores, não só profissionais de saúde. A Ebserh quer também gente como advogados, economistas, pedagogos, assistentes sociais, engenheiros e técnicos em informática e segurança no trabalho. Procura, claro, biólogos, enfermeiros, físicos e farmacêuticos, entre outros.

A estatal promete salários de até R$ 7.774 por mês. As inscrições vão até 26 de maio. As provas estão marcadas para 20 de julho e 3 de agosto.

Veja lista completa dos concursos abertos nas últimas semanas

Além disso, outros 13 municípios oferecem 628 vagas. Dentre eles, a prefeitura de Reriutaba (CE) quer 183 profissionais. O maior salário é oferecido para médicos, R$ 8.500, para trabalhar no Programa de Saúde da Família (PSF). Também procuram-se dentistas, enfermeiros, engenheiros, nutricionistas e professores, dentre outros.

 

Fonte: Congresso em Foco

Compartilhar:
    Publicidade