Consulado dos EUA destaca localização e logística do Arena das Dunas

O Consulado é responsável pelo atendimento aos turistas norte-americanos ou residentes em oito dos nove estados nordestinos, à exceção da Bahia

Estádio Arena das Dunas encantou os americanos. Foto:Divulgação
Estádio Arena das Dunas encantou os americanos. Foto:Divulgação

As equipes da Secretaria de Estado do Turismo do RN (Setur) e da Empresa de Promoções Turísticas (Emprotur) recepcionaram, nesta quarta-feira (12), a comitiva do Consulado Geral dos Estados Unidos. A visita ao Complexo do Arena das Dunas teve o objetivo de averiguar in loco a logística de acesso, de escoamento pós-jogos e, principalmente, de atendimento às emergências nas áreas de saúde e segurança.

A comitiva ficou “encantada” com a infraestrutura do Complexo e destacou o posicionamento geográfico da Arena, perto de 15 hospitais, distante 14 quilômetros do Aeroporto Augusto Severo (mais cinco no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante), também próximo da rede hoteleira na Via Costeira (7 km) e no meio das duas principais avenidas que cortam a cidade: a Prudente de Morais e a Salgado Filho.

O Consulado é responsável pelo atendimento aos turistas norte-americanos ou residentes em oito dos nove estados nordestinos, à exceção da Bahia. E durante o período pré-Copa tem visitado os estádios que sediarão os jogos do evento, nos distritos de sua área de cobertura – Natal, Fortaleza e Recife – para antecipar com as autoridades de cada Estado facilitações para melhor atendimento aos torcedores americanos.

O atual titular da Setur, George Lima, se disponibilizou a qualquer tipo de ajuda e a intermediar o contato com outras secretarias e órgãos facilitadores ao conforto do visitante norte-americano em Natal, a exemplo do ITEP (emissão de documentos), Samu (urgência e emergência ambulatorial), polícias militar e rodoviária, Corpo de Bombeiros, Polícia Federal e o próprio trade turístico, onde o torcedor possa estar hospedado.

Centro de Comando

O vice-presidente da Emprotur, Alexandre Mulatinho, lembrou da estrutura do Centro de Comando, capitaneada pelo secretário de Segurança, Aldair Rocha e que abriga uma série de órgãos das três esferas do poder executivo em consonância e com contato direto aos ministérios da Defesa e da Justiça, e também ao Gabinete da Presidência da República, para o caso de urgências.

O Centro de Comando em Natal é o único das 12 cidades-sede já em funcionamento. E já tem aproveitado a promoção de jogos no também antecipado Arena das Dunas – com relação aos outros estádios da Copa – para testar providências, equipamentos e estratégicas de atuação.

Ficou acordada a distribuição de um folder com os contatos e informações do Consulado para facilitar a comunicação com o turista norte-americano. O material será entregue em postos rodoviários fixos e móveis, montados ao longo das principais vias de acesso a Natal (BR 101 e BR 304, além de pontos estratégicos na cidade), e no aeroporto. E ainda constará no guia turístico já elaborado pelo Estado potiguar para ser distribuído também nesses pontos, com informações de serviços, mapas, guia de bares e restaurantes e entretenimento.

Cadastur

George Lima também orientou a equipe do Consulado – formado pelo vice-cônsul Benjamin Mills e pelos assessores consulares Patrick Alwine e Janaína Brito – a procurarem os serviços de empresas e comércios credenciados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), para garantia de melhores ofertas de serviços e cobertura de órgãos oficiais do governo em casos de acidentes ou extravio de documentação.

“Ficou estabelecido prazo para empresas e comércios se cadastrarem no Cadastur até 4 de março. A intenção da Setur é, no mês de maio, intensificar a fiscalização nesse nicho para cobrar a portaria do Cadastur de cada empresa. Caso contrário, estará fora da rota turística indicada pelos órgãos oficiais e estará passível de multa”, frisou o secretário George Lima.

Também participaram da visita na manhã de hoje, o diretor técnico da Setur, João Madeiro; a gerente de Promoções Turísticas, Gina Robinson; e o gerente de marketing da OAS, Arthur Couto, que recepcionou, meses atrás, a equipe técnica da seleção dos Estados Unidos, capitaneada pelo técnico alemão Jürgen Klismann.

 

Compartilhar:
    Publicidade