Consumo de energia, quem diria, cairá 30% durante jogos da Copa

Parada do comércio durante jogos vai gerar economia

Arena-das-Dunas-JA--(72)

Marcelo Hollanda

hollandajornalista@gmail.com

Durante os jogos da Copa do Mundo em Natal, a Cosern, concessionária de energia elétrica do Rio Grande do Norte, estima uma queda no consumo de 30%.

A pedido de O JORNAL DE HOJE, o Departamento de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da companhia atualizou as estatísticas do consumo de energia do Estado, por setor, em abril de 2014 na comparação com abril de 2013.

Ao responder a pergunta sobre expectativa de consumo durante o evento da Fifa, a empresa se baseou no consumo de energia na capital durante os jogos da Copa de 2010, na África do Sul. “Espera-se comportamento semelhante para a Copa deste ano, durante os horários dos jogos”, afirmou o documento.

Para o presidente do Comitê de Consumidores da Cosern junto à Federação da Indústria, João Lima, a explicação é fácil: está principalmente no recesso do comércio durante os jogos.

Segundo o quadro geral de consumo por setor, os números de consumo comparado entre abril de 2014 em relação ao mesmo mês de 2013 mostram que, pelo menos na economia, o crescimento é pequeno, a exemplo do resto do país.

Enquanto o consumo residencial aumentou 3,79% no comparativo, no setor industrial essa variação foi de 3,89% e no comercial 5,08%.

João Lima explica que, nesse caso, o tímido aumento no consumo industrial se explica pelo pouco crescimento da indústria de transformação do Brasil, setor que é predominante no RN.

Uma das consequência da seca que atingiu o Estado até o ano passado também aparece no relatório, que indica uma queda de 22,75% no consumo de energia no setor rural em abril de 2014 na comparação com o mesmo mês de 2013.

José Bezerra Júnior, ex-presidente da Associação de Criadores do RN, explica essa queda pelo recuo na necessidade de irrigação no campo com a chegada das chuvas. “Esse aumento de consumo de energia é bem sazonal nesse setor e eu me lembro bem do consumo bem maior em abril do ano passado”, lembrou.

Segundo ainda o documento, a Cosern investiu quase R$ 4 milhões na ampliação da Subestação Lagoa Nova, localizada na Av. Prudente de Morais, para atender as cargas do Estádio Arena das Dunas.

Essa obra envolveu a ampliação da potência instalada da Subestação, que foi duplicada, assim como o número de saídas da rede de média tensão (13,8 kV). Além disso, informa que investiu R$ 1,2 milhão na ampliação e reforço do sistema elétrico que atende os bairros adjacentes ao Arena das Dunas.

Outros R$ 2,9 milhões foram investidos na construção de uma linha de alta tensão (69 kV) para interligar a Subestação Natal II, da Chesf à subestação Lagoa Nova, da Cosern. Essa obra é para dar maior flexibilidade operacional ao sistema elétrico da região metropolitana de Natal que atende ao Arena das Dunas.

Para o atendimento à zona norte da capital, ao litoral norte e ao Aeroporto Internacional Governador Aluísio Alves, em São Gonçalo do Amarante, a Cosern informa que investiu R$ 1,8 milhão em obras que garantirão maior confiabilidade no fornecimento de energia elétrica à zona norte da capital e implantação de um circuito exclusivo para atendimento ao Aeroporto.

Atendendo solicitações da Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante para a ligação à rede elétrica da Cosern ao sistema de Iluminação Pública do acesso ao Aeroporto Internacional Governador Aluísio Alves, a Cosern instalou medidores no trecho de iluminação pública da BR-406 e do acesso ao novo terminal. O serviço, que durou todo o mês passado, foi concluído no último dia 27.

Compartilhar: