Contra ataques de bandidos, policiais e bombeiros do Brasil terão casas blindadas

Os novos imóveis serão estruturados por paredes com 11 cm de espessura

As paredes têm espessura de 11 cm para resistir a disparos. Foto: Divulgação
As paredes têm espessura de 11 cm para resistir a disparos. Foto: Divulgação

Para aumentar a segurança de policias militares e agentes do Corpo de Bombeiros, o centro beneficente das instituições elaborou um projeto de construção de casas blindadas, em Campo Grande, zona oeste. Ednaldo Passos, diretor executivo do Departamento de Habitação do CBPR, garante o sucesso da ocorrência de testes, nas edificações, e diz que haverá futuras avaliações, com armas de calibres maiores.

As principais mudanças dos novos imóveis em relação às residências tradicionais são a espessura das paredes e o material de construção. Em vez de 8 cm e edificação com tijolo e reboco, as paredes terão 11 cm e serão formadas por concreto e ferro, mesmo material utilizado na construção de lajes.

Prevista a conclusão para seis meses, cada imóvel, com 74,61 m², vai custar R$195 mil aos interessados.

Fonte: R7

Compartilhar:
    Publicidade