Contra o Irã, Nigéria vai em busca de primeira vitória em Copas desde 98

Última vez que a seleção africana venceu no Mundial foi há 16 anos, na França, quando bateu a Bulgária na fase de grupos

Mikel, que disputa sua primeira Copa, é o melhor jogador desse grupo da Nigéria. Foto: Divulgação
Mikel, que disputa sua primeira Copa, é o melhor jogador desse grupo da Nigéria. Foto: Divulgação

A seleção da Nigéria sabe que para tentar garantir uma classificação às oitavas de final da Copa do Mundo, vencer o Irã em sua estreia no Mundial, nesta segunda-feira, às 16h, em Curitiba, é mais do que fundamental.

Contudo, vencer no torneio é algo que os africanos não conseguem já há algum tempo. O último triunfo dos nigerianos em Copas aconteceu na edição de 1998, na França, quando bateram a Bulgária por 1 a 0 na fase de grupos. Naquela mesma fase de grupos, venceram também a Espanha, por 3 a 2, mas apesar da inesperada classificação, não foram muito longe e caíram para a Dinamarca logo nas oitavas – em 2002 e 2010, foram eliminados no estágio de grupos.

Também na Copa de 98 veio a primeira e única vitória do Irã em Mundiais. Na ocasião, bateram os Estados Unidos por 2 a 1. Porém, apesar do retrospecto não tão animador dos persas na competição, o técnico Carlos Queiroz promete uma seleção com garra em campo para arrancar, no Brasil, com três pontos.

“Nós temos muito orgulho do que fizemos durante a fase de classificação, apesar das dificuldades que o Irã está passando no momento na esfera internacional, e nos classificamos na primeira colocação. A partir daí sabíamos que jogar a Copa é outro nível”, disse o treinador, prometendo uma equipe jogando com alma. “Vamos fazer isso com orgulho e honra, com o máximo de alegria para os torcedores”.

Escalações

Com um time mais qualificado que o adversário, a tendência é que a Nigéria proponha o jogo e crie mais oportunidades de gol que o Irã. Para isso, o técnico Stephen Keshi deverá armar sua equipe no 4-3-3, que varia para um 4-2-3-1, com Victor Moses e Odemwingie em uma linha atrás do centroavante Emmanuel Emenike.

Já Carlos Queiroz, sabendo da superioridade técnica dos africanos, provavelmente povoará seu meio de campo. A esperança dos iranianos é no contra-ataque com a saída rápida de Ashkan Dejagah, que atua no Fulham, da Inglaterra, pelo lado direito.

Retrospecto

As duas seleções se enfrentaram apenas uma vez na história. Foi em um amistoso realizado em Hong Kong, no ano de 1998, em que os nigerianos – com gol de Ahmed Garba – venceram por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA – NIGÉRIA X IRÃ
Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data: 16 de junho de 2014, segunda-feira
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (Equador)
Assistentes: Christian Lescano e Byron Romero (ambos do Equador)

NIGÉRIA: Enyeama, Ambrose, Oshaniwa, Omeruo e Oboabona; Onazi, Obi Mikel e Azeez; Victor Moses, Odemwingie e Emmanuel Emenike
Técnico: Stephen Keshi

IRÃ: Davari, Heydari, Hosseini, Montazeri e Hajsafi; Dejagah, Nekounam, Teymourian e Jahanbakhsh e Shojaei; Ghoochannejhad
Técnico: Carlos Queiroz

Fonte: IG

Compartilhar: